Letras de músicas - Letras.mus.br

Karma Das Ruas

3030

Tenho noção do peso que eu carrego
Me entrego, esse é o karma das ruas
Pra cada muleque são várias idéias
Segura o peso das suas
Se não não vira, atitude, família
O destino é só um, mas há bifurcações na trilha
Sigo a minha, a linha é rente, verdade e mentira
Vários não entendem, linha de frente ou morre ou atira
Chacina vende, e o dinheiro é sangue no chão
Realidade é um vão entre a utopia e a ficção
A cobrança sempre vem antes pra quem segura a arma
A fraqueza vem diante de quem fácil se abala

Eu vivo a vida no limite, eu, chego no limite
Ou pelo menos perto irmão
Eu trago a minha voz e o beat, a raiva vem no kit
E o destino é certo então
Nada que eu faça mais vai tirar esse darma em mim
Joga esses vermes pra traça e fé, na caminhada e nos menórzin
Nem toda perda é desgraça, axé pros vagabundo que abraçam os fins
E meios, 'all in', nessa vida deus 'made me to win'
Mas de que importa a vitória, se o inverno chegar
Restando frio e ela não tiver lá
Olho pro interno e não encontro mais lá, nada que eu procurava
Hoje me resta o karma e o ódio no olhar
E agora, tem várias querendo encostar, se pá, vão substituir o lugar
Na rua é fácil encontrar, as vagabundas tão no mesmo lugar
Mas que se foda, lá é meu segundo lar
Agora ficou fácil

Entre o canto dos pássaros, e o barulho da sirene
Entre o peso do karma, e a cobrança que tem em mim
A rua não é lugar pra quem teme

Intrépido, visceral, maluco sou a paixão em estado bruto
'no pain, no gain, i'm a travelling man'
'God damn, i'm leaving on the next plane', vem
Procurando entender, se é pra trabalhar, trabalhar pra morrer
Eu, quero alegria espontânea pureza
Meu estilo é free, vem da natureza
Tipo a, carente de amor, nunca vou naufragar, sou aviador rapá
Perturbado o bastante, fugindo do fácil
Dropando onda gigante, beirando o colapso
Excesso de visão desfoca a direção, mas
Eu prometo o sonho não envelhece
Na levada nervosa, no swing da alma, sente o beat e embarca
Vem com a tudubom

Entre o canto dos pássaros, e o barulho da sirene
Entre o peso do karma, e a cobrança que tem em mim
A rua não é lugar pra quem teme

Escolho meu lado sem imprecisão
Não espero sua permissão
Quem pangua é levado, a rua te obriga a ter uma decisão
Sem papo de otário, sem espaço pra admiração
Sua notoriedade só depende da sua indignação, irmão
É fácil clarear, é fácil ver nublar, é fácil suportar se tiver chão
Fácil de encontrar, fácil de perder, a rua não é lugar pra quem teme
Não, só se tiver disposto pra guerra
Se souber matar, se souber morrer, se souber trazer paz e munição

Mano é papo de visão, se é pra viver posso morrer por
Tudo que tiraram de nós mano eu vou repor
Atividade tô de olho no setor
Teu karma, depende do que cê for
Procuro achar minha parte nesse plano tolo
Sabendo que ambas as partes pertencem ao todo
Minha alma tem fome, minha raiva tem fogo
Pra quem atrasa minha missão tem munição em dobro

54.863 exibições
Ver mais fotos

Comentários


Quem curte?
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais