Nossa tradução tem mais linhas que a
versão original, ajude-nos a sincronizar.=) fechar

Malo

Apareciste una noche fría
Con olor a tabaco sucio y a ginebra,
El miedo ya me recorría
Mientras cruzaba los deditos
Tras la puerta.
Tu carita de niño guapo
Se la ha ido comiendo el tiempo
Por tus venas
Y tu inseguridad machita
Se refleja cada día en mis lagrimitas.

Una vez más no por favor
Que estoy cansa' y no puedo con el corazón
Una vez más no mi amor por favor
No grites que los niños duermen.
Una vez más no por favor
Que estoy cansa' y no puedo con el corazón
Una vez más no mi amor por favor
No grites que los niños duermen.

Voy a volverme como el fuego
Voy a quemar tu puño de acero
Y del morao de mis mejillas
Saldrá el valor pa cobrarme las heridas.

Malo, malo, malo eres
No se daña a quien se quiere no
Tonto, tonto, tonto eres
No te pienses mejor que las mujeres
Malo, malo, malo eres
No se daña a quien se quiere no
Tonto, tonto, tonto eres
No te pienses mejor que las mujeres

El día es gris cuando tu estás
Y el sol vuelve a salir cuando te vas
Y la penita de mi corazón
Yo me la tengo que tragar con el fogón

Mi carita de niña linda
Se ha ido envejeciendo en el silencio
Cada vez que me dices puta
Se hace tu cerebro más pequeño

Una vez más no por favor
Que estoy cansa' y no puedo con el corazón
Una vez más no mi amor por favor
No grites que los niños duermen.
Una vez más no por favor
Que estoy cansa' y no puedo con el corazón
Una vez más no mi amor por favor
No grites que los niños duermen.

Voy a volverme como el fuego
Voy a quemar tu puño de acero
Y del morao de mis mejillas
Saldrá el valor pa cobrarme las heridas.

Malo, malo, malo eres
No se daña a quien se quiere no
Tonto, tonto, tonto eres
No te pienses mejor que las mujeres
Malo, malo, malo eres
No se daña a quien se quiere no
Tonto, tonto, tonto eres
No te pienses mejor que las mujeres

Voy a volverme como el fuego
Voy a quemar tu puño de acero
Y del morao de mis mejillas
Saldrá el valor pa cobrarme las heridas.

Malo, malo, malo eres
No se daña a quien se quiere no
Tonto, tonto, tonto eres
No te pienses mejor que las mujeres
Malo, malo, malo eres
No se daña a quien se quiere no
Tonto, tonto, tonto eres
No te pienses mejor que las mujeres

Malo, malo, malo eres
Malo eres porque quieres
Malo, malo, malo eres
No me chilles que me duele
Eres débil y eres malo
Y no te pienses mejor que yo ni que nadie
Y ahora yo me fumo un cigarrito
Y te echo el humo en el corazoncito

Porque malo, malo, malo eres
Tu malo, malo, malo eres
Si malo, malo, malo eres
Siempre malo, malo, malo eres.

cantante: Bebe

Malo (Tradução)

Você apareceu numa noite fria
Com cheiro de cigarro e Genebra
E o medo me percorria
Enquanto eu cruzava os dedos
Atrás da porta
Sua cara de jovem bonito
Se foi com o tempo
Por suas veias
E sua insegurança machista
Se reflete a cada dia em Minhas lágrimas

Mais uma vez, não
Por favor
Que estou cansada
E não suporto o coração
Mais uma vez não amor por favor
Não grite, porque as crianças dormem
Mais uma vez, não
Por favor
Que estou cansada
E não suporto o coração
Mais uma vez não amor, por favor
Não grite, porque as crianças dormem

Vou voltar como o fogo
Vou queimar teus punhos de aço
E o vermelho das minha faces
Sairá o valor
Para cobrar as feridas

Mau, mau, mau você é
Não se magoa quem se gosta não
Tonto, tonto, tonto
Não se ache melhor que as mulheres
Mau, mau, mau você é
Não machuque a quem se gosta não
Tonto, tonto, tonto
Não se ache melhor que as mulheres

O dia é nublado quando você está
E o sol só volta quando você se vai
E o pesar do meu coração
É ter de lidar com o fogão

Meu rosto de menina bonita
Se foi, envelhecido em silêncio
Cada vez que me chama de puta
Seu cérebro se mostra menor

Mais uma vez não
Por favor
Que estou cansada
E não suporto o coração
Mais uma vez não amor por favor
Não grite, porque as crianças dormem
Mais uma vez não
Por favor
Que estou cansada
E não suporto o coração
Mais uma vez não amor por favor
Não grite, porque as crianças dormem

Vou voltar como o fogo
Vou queimar teus punhos de aço
E o vermelho das minha faces
Sairá o valor
Para cobrar as feridas

Mau, mau, mau você é
Não machuque a quem se gosta não
Tonto, tonto, tonto
Não se ache melhor que as mulheres
Mau, mau, mau você é
Não machuque a quem se gosta não
Tonto, tonto, tonto
Não se ache melhor que as mulheres

Vou voltar como o fogo
Vou queimar teus punhos de aço
E o vermelho das minha faces
Sairá o valor
Para cobrar as feridas

Mau, mau, mau você é
Você é mau porque quer
Mau, mau, mau você é
Não me traia por que me dói
É demente e é mau
E não pense que é melhor que eu nem que ninguém
E agora eu fumo um cigarrinho
E jogo o fumo em seu coraçãozinho

Porque mau, mau, mau você é
Você mau, mau, mau é
Sim mau, mau, mau, é
Sempre mau, mau, mau você é



1.370 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais