Letras de músicas - Letras.mus.br

A Outra Chance

A286

Me dói te vê trancafiado, esquecido feito um bicho
Sonhando com o mundão atrás do muro escondido
Sentindo o peso do erro da ambição
Maldição que veio em forma de desejo e traição
Não agüento mais não te ver sofrer daí e agente aqui
A mãe chorando o tempo todo sem conseguir dormir
Com seu retrato pequeno na cabeceira da cama
Um santinho, crucifixo, no radio alguém que clama
E da saudade, irmão, a noite lembro da gente
Trocando idéia sobre as mina da escola é quente
Acho que nada vence o tempo do futebol na quadra
Do game na 14 polegada de madrugada
O tempo passa e como passa e a gente só vê
Quando a responsa tira o sono ou alguém ta pra nascer
Hoje sonhei com você meio triste abatido
Sem sorriso no rosto parecendo arrependido
Quanto vale mano os pano inédito no guarda-roupa
Loucura as puta se jogando a noite toda
E a mãe lá tendo que descansar pra trampar
Acordada na janela te esperando chegar
Daria tudo pra te ver de novo me dizer
Que um dia jogaria no Corinthians e eu ia vê
E hoje tenho que vê você voltar na despedida
Ate a próxima visita, irmão, se de me liga

(refrão)
Mas se a força do pensamento
Fosse capaz de fazer voltar o tempo
Ahhh se a força do pensamento
Fosse capaz de fazer eu resgatar suas lagrimas e te vê sorrir

Deu pra contar nos dedo as mão de dinheiro de fita
Colocou leite na geladeira, encheu barriga
Não pra que isso sirva mais que merda vale
Não ter limite de segunda a segunda chegando tarde
Saindo do trampo esquece os curso que um dia era plano
Em troca de role com os mano
Nem falo nada mas já tava prevendo o destino
So não conseguir sentir o quanto era difícil
Nunca imaginei minha mãe plantada em porta de presídio
As 4 de pé perdia outro dia de serviço
E cabe as vaca e os truta que tanto você defendia
(E ai seu irmão ta firmão mano? Quando que ele sai?) Só nos primeiros dias
Quem diria que a historia do vizinho hoje era nossa
So faltou acabar o rango e te que bate de porta em porta
É foda olha pra cama sem você ali
Usar sua blusa, seu boné sem precisar pedir
Sente o preço do poder, irmão, infelizmente
Não da pra perceber mas o desejo mata a gente
Principalmente o que quis o outro tênis pro natal
Vendo o almoço sem mistura, o pai sem 1 real
Daria tudo pra ver você de novo levantar
Pegar o uniforme o guarda-chuva e sai pra trampar
Vê como é foda e reavaliar esses conceitos
Não deixa o esforço ser em vão e só a morte te da um jeito

(refrão)
Mas se a força do pensamento
Fosse capaz de fazer voltar o tempo
Ahhh se a força do pensamento
Fosse capaz de fazer eu resgatar suas lagrimas e te vê sorrir

Vê como Deus foi misericordioso e deu outra chance
Pro que, por fama, balada, quase derramou sangue
E fez alguém crescer sem pai, tirar um da família
Por merda de 100 reais, saudade o resto da vida
Não, se põe no lugar agente sofre mais não vale
Que seja por 20 mil alguém morre no resgate
Dinheiro não traz felicidade não preenche
Sorriso de um pivete a saudade de um parente
Te espero daqui creio que tudo é uma questão
De reconhecimento auto-observação
Não foi em vão nesse veneno fez aprender
Que falta algo aqui dentro é mais difícil sem você
Faze o que não da pra se esconde vem pra vencer
Ver sua filha nascer crescer com orgulho de você
Ainda dou tudo pra vê você de novo tentar
Vencer o mundo e ser feliz sem vê a mãe chorar

(refrão)
Mas se a força do pensamento
Fosse capaz de fazer voltar o tempo
Ahhh se a força do pensamento
Fosse capaz de fazer eu resgatar suas lagrimas e te vê sorrir

  • Enviar legenda
  • Cifra
  • Ouvir música
  • Fotos
  • Vídeos
  • Imprimir
  • Corrigir
  • Enviar letra para...
7.278 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais