Gato da Noite

Alceu Valença

exibições 925

Sou como um gato na noite
Ai meus olhos de vigia
Se choram de madrugada
Deságuam no meio dia
E o coração se incendeia
No leito de minhas veias
Chuva de olho é sangria.

Se eu cruzasse a madrugada
Sem pensar no outro dia
Sem fazer acrobacias
Pra me equilibrar no tempo
Seu eu girasse um cata-vento
Eu mudava a geografia
Mas meus olhos de vigia
Enxergam não podem nada
O coração seca em mágoa
Chuva de olho é sangria

Meu Maracatu é da coroa imperial
É de Pernambuco, ele é da Casa Real

Terra Música feedback