Você Era Minha

Alejandro Sanz

exibições 1.968

Já estou aquí outra vez, ensaiando uma nova despedida.
Aquí, animando-me a dar o primeiro passo de uma fuga.

Com laços você me prende , como se fosse corrente, você, você;
Maldito desejo.
Você me envenena, todo minha existência é por você, você;
Não quero acreditar, não posso acreditar, não.

Você era minha, tão fortemente minha,
Que até me sinto alguem injusto e egoísta.
Eu queria dizer adeus prá sempre
Mas eu estava enganado, quero você sempre ao meu lado,
Nós dois juntos contra o resto do mundo.

Eu, que ensaiei meu discurso, de memória eu sabia,
Hoje frente a frente, me dá um branco e as frases são esquecidas.

Menina você termina sorrindo e então suspira, você, você;
Outra vez me ganha.
Eu volto a abrir meus braços, você, você;
Desejo seus lábios. Desejo seus lábios.

Eu lhe quero minha, profundamente minha,
Que seja nesta rua sem saída.
Sempre tão minha, intensamente minha,
Eu sei que é uma loucura que nos guia, nós dois juntos
Pela vida, contra o resto do mundo

0 comentários
Terra Música feedback