Inseguridad

Alexandre Pires

exibições 10.793

Inseguridad

Yo no se si invento o es cierto
De solo mirarte otra vez
Estos celos que alteran
Y que me aceleran no se contener
Celos que vuelven lovo y ponen em juego nuestra relacion
Yo no puedo dejar a la inseguridad vencer a la pasion
Esa desconfianza se há vuelto la clave de mi destruccion
Pero yo se que todo es fruto solo de la imaginacion
Es um rio de amor sin fin
Que desama dentro de mi
Desejo insasiable, pasion incontrolable
Es amor, amor, amor, ay!
Yo queiro tu amor
Tu rostro no tiene disfraces
Yo quiero que fuertes me abrazes
Mi sueños em ti hoy renacen
Ti quiero solo para mi
Dueña de un amor sin fin... eres tu
Yo no se si invento o es cierto
De solo mirarte otra vez
Estos celos que alteran
Y que me aceleran no se contener
Celos que vuelven lovo y ponen em juego nuestra relacion
Yo no puedo dejar a la inseguridad vencer a la pasion
Esa desconfianza se há vuelto la clave de mi destruccion
Pero yo se que todo es fruto solo de la imaginacion
Es um rio de amor sin fin
Que desama dentro de mi
Desejo insasiable, pasion incontrolable
Es amor, amor, amor, ay!
Yo queiro tu amor
Tu rostro no tiene disfraces
Yo quiero que fuertes me abrazes
Mi sueños em ti hoy renacen
Ti quiero solo para mi
Dueña de un amor sin fin... eres tu

Inseguridad (Tradução)

Eu não sei se invento ou é certo
De só te olhar outra vez
Estes ciúmes que alteram
E que me aceleram não se contem
Ciúmes que voltam logo e põem em jogo nossa relação
Eu não posso deixar a insegurança vencer a paixão
Essa desconfiança se tornou a chave de minha destruição
Mas eu sei que tudo é fruto da minha imaginação
É um rio de amor sem fim
Que derrama dentro de mim
Desejo insaciável, paixão incontrolável
É amor, amor, amor, ai!
Eu quero teu amor
Teu rosto não tem disfarces
Eu quero que me abrace forte
Meus sonhos em você hoje renascem
Te quero só pra mim
Dona de um amor sem fim...é você
Eu não sei se invento ou é certo
De só te olhar outra vez
Estes ciúmes que alteram
E que me aceleram não se contem
Ciúmes que voltam logo e põem em jogo nossa relação
Eu não posso deixar a insegurança vencer a paixão
Essa desconfiança se tornou a chave de minha destruição
Mas eu sei que tudo é fruto da minha imaginação
É um rio de amor sem fim
Que derrama dentro de mim
Desejo insaciável, paixão incontrolável
É amor, amor, amor, ai!
Eu quero teu amor
Teu rosto não tem disfarces
Eu quero que me abrace forte
Meus sonhos em você hoje renascem
Te quero só pra mim
Dona de um amor sem fim...é você

Composição: Alexandre Pires / Pedro Ferreira · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por carolmedeiros, Traduzida por carolmedeiros
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música feedback