Caboclo Sonhador

Almir Rouche

exibições 1.189

Sou um caboclo sonhador, meu senhor viu
Não queira mudar meu verso
Se é assim não tem conversa
Meu regresso para o brejo diminui a minha reza
Coração tão sertanejo
Vejam como anda com a gente meu olhar
Mergulhados nos becos no meu passado
Perdidos na imensidão desse lugar
Ao lembrar-me das bravuras de neném
Perguntar-me a todo instante por Bahia
Mega e Tinha, como vão? Tá tudo bem?
Meu canto é tanto, quanto canta um sabiá
Sou devoto de Padre Cícero romão
Sou tite de nosso rei do cangaço
Em meu regaço, ruminado em pensamento
Em meu rebento, sedento eu quero chegar
Deixem que eu cante cantigas de ninar
Abram alas para o novo cantador
Deixem meu verso passar na avenida
Um forró fiado, dando a bexiga de bom
Um forró fiado, dando a bexiga de bom

0 comentários
Terra Música feedback