Ketsui no asa ni

Aqua Timez

exibições 8.495

Ketsui no asa ni

Douse nara mou
Hetakuso na yume wo egaite ikou yo
Douse nara mou
Hetakuso de akaruku yukai na ai no aru yume wo
"Kidon nakute ii
Kakkotsuke nai hou ga omaerashii yo"

Isshoukenmei ni nareba naru hodo
Karamawari shite shimau bokura no tabiji wa
Shougakusei no
Te to ashi ga issho ni dechau koushin mitai
Sore mo mata iin ja nai?
Ikite yuku koto nante sa
Kitto hito ni warawareru kurai ga
Choudo iin da yo

Kokoro no oku no oku
Tojikometeta hontou no boku
Namami no san-juu-roku do gobun
Kazarazu ni iza we don't stop
Kedo mada tsuyogatterun da yo
Mada baria wo hatterun da yo
Itami to tatakatterun da yo

Tsurai toki tsurai to ietara ii no ni naa
Boku-tachi wa tsuyogatte warau yowamushi da
Sabishii no ni heiki na furi wo shite iru no wa
Kuzure ochite shimai sou na
Jibun wo mamoru tame na no sa

Boku dake ja nai hazu sa
Ikiba no nai kono kimochi wo
Ibasho no nai kono kodoku wo
Kakaete iru no wa...

Hito no itami ni wa mukanshin
Sono kuse jibun no koto to naru to fuan ni natte
Hito wo kiratte
Fukou na no wa jibun dakette omottari
Ataerare nai koto wo tada nageite
San sai ji no you ni wameite
Ai toiu na no oyatsu wo suwatte matteru boku wa
ASUFARUTO no terikaeshi ni mo makezu ni
Jibun no ashi de aruiteku hitotachi wo mite omotta
Ugokaseru ashi ga aru nara
Mukaitai basho ga aru nara
Kono ashi de aruite yukou

Mou nido tohontono egao wo torimodosu koto
Dekinai kamoshirenai to omou yoru mo atta kedo

Taisetsu na hito-tachi no atatakasa ni sasaerare
Mou ichido shinjite miyou ka na to omoi mashita

Tsurai toki tsurai to ietara ii no ni naa
Boku-tachi wa tsuyogatte warau yowamushi da
Sabishii no ni heiki na furi wo shite iru no wa
Kuzure ochite shimai sou na
Jibun wo mamoru tame dakedo

Ayamachi mo kizuato mo tohou ni kure
Besokaita hi mo
Boku ga boku toshite ikitekita akashi ni shite
Douse nara korekara wa isso dare yori mo
Omoikiri hetakuso na yume wo egaite yukou
Ii wake wo katatsukete doudou to mune wo hari
Jibun toiu ningen wo utai tsuzuke you

Na Manhã da Decisão

Desenhando mal
Os nossos sonhos, estão
Mal desenhados,
Mas alegres e cheios de amor
"Deixe de frescura, assuma seu jeito,
Que é mais a sua cara"

Quanto mais se esforça,
Mais perdida fica a nossa jornada
Como marcha desengonçada de criança
Que movimenta mão e pé do mesmo lado
Mas isso não é problema
Viver é assim mesmo
Deixe eles
Rirem de você

No fundo do meu coração,
Escondi o verdadeiro eu
À temperatura de 36,5ºc
Sem falsidade, vamos sem parar
Mas, na verdade, a gente finge ser forte
Com capa protetora
Lutando contra as dores

Em vez de confessar que está sofrendo,
A gente é covarde
E esconde a agonia com sorriso
A gente esconde a solidão para se defender
Para não se desmoronar

Não deve ser só eu
Que carrego este sentimento sem rumo
Essa solidão de
Estar em lugar errado

Indiferente às dores alheias
Mas me preocupo demais comigo mesmo
Misantrópico
E me sentindo o único infeliz
Lamentando o que não ganhei
Como uma criança de 3 anos
Esperando sentada uma merenda chamada amor
Mas um dia vi, no asfalto quente,
Pessoas caminhando com suas próprias pernas
E pensei se tenho as minhas e consigo movê-las,
Vou andando com estas pernas
Para onde quero

Uma noite, cheguei a pensar
Que perdi o sorriso para sempre

Mas, graças ao carinho das pessoas preciosas,
Consegui recuperar minha fé

Em vez de confessar que está sofrendo,
A gente é covarde
E esconde a agonia com sorriso
A gente esconde a solidão para se defender
Para não desmoronar, mas

Erros, cicatrizes, dias em que eu
Perdi e chorei
Carrego tudo isso como a prova da minha vida
E vou desenhando mal meus sonhos
Mais feios que os dos outros
Despacho os paliativos, estufo o peito
Para cantar como eu sou

0 comentários
Terra Música feedback