Se Não Fosse o Samba

Bezerra da Silva

exibições 36.014

E se não fosse o samba
quem sabe hoje em dia eu seria do bicho?

E se não fosse o samba
quem sabe hoje em dia eu seria do bicho?

Não deixou a elite me fazer marginal
E também em seguida me jogar no lixo
A minha babilaque era um lápis e papel no bolso da jaqueta,
Uma touca de meia na minha cabeça,
Uma fita cassete gravada na mão

E toda vez que descia o meu morro do galo
Eu tomava uma dura
Os homens voavam na minha cintura
Pensando encontrar aquele três oitão

Mas como não achavam
Ficavam mordidos não dispensavam,
Abriam a caçapa e lá me jogavam
Mais uma vez na tranca dura pra averiguação

Batiam meu boletim
O nada consta dizia: ele é um bom cidadão
O cana-dura ficava muito injuriado
Porque era obrigado a me tirar da prisão

Batiam meu boletim
O nada consta dizia: ele é um bom cidadão
O cana-dura ficava muito injuriado
Porque era obrigado a me tirar da prisão

Mas hoje em dia eles passam,
Me vêem e me abraçam me chamam de amigo
Os que são compositores gravam comigo
E até me oferecem total proteção

Humildimente agradeço
E digo pra eles: estou muito seguro
Poque sou bom malandro
E não deixo furo
E sou considerado em qualquer jurisdição

Humildimente agradeço
E digo pra eles: estou muito seguro
Poque sou bom malandro
E não deixo furo
E sou considerado em qualquer jurisdição


Apolo do samba

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

Mano Décio, do Império Serrano
Baianinho do Encima da Hora
Vai Paulinho da Portela
Tocando a sua Viola

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

Do São Carlos, vai Noel
Lá do Estácio de Sá
Zé Dedão e Nonô do Jacaré
E o meu camarada, Gaspar
Vai Sussuga do Salgueiro
Toco de Padre Miguel
Catimba da Imperatriz
Martinho da Vila Izabel

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

Eu convidei Naquim da Ilha
E Pandeirinho da Mangueira
Eu também vou passar lá na Tijuca
Pra Chamar Mário Pereira

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

Meu Cumpadre Nonô e Zé Berção
Me perdoa eu tomar a liberdade
Em dizer que o Bezerra também vai
Provar sua versatilidade

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

Olha que eu já ia me esquecendo
De uma rapaziada bamba
E comigo também vai
O Cocho do Nosso Samba

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

E vai a nave pra lua, com viola e pandeiro
É a polo do samba, levando os partideiros

Composição: Carlinhos Russo / Zezinho Do Valle · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por fabmata
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música feedback