Born To Run

Bruce Springsteen

exibições 44.309

Born To Run

In the day we sweat it out on the streets
Of a runaway American dream
At night we ride through mansions of glory
In suicide machines
Sprung from cages on Highway 9
Chrome-wheeled, fuel-injected
And steppin' out over the line
Oh, baby this town rips the bones from your back
It's a death trap, it's a suicide rap
We gotta get out while we're young
'Cause tramps like us, baby we were born to run

Wendy, let me in, I wanna be your friend
I wanna guard your dreams and visions
Just wrap your legs 'round these velvet rims
And strap your hands 'cross my engines
Together we could break this trap
We'll run till we drop, baby we'll never go back
Oh, will you walk with me out on the wire
'Cause baby I'm just a scared and lonely rider
But I gotta know how it feels
I wanna know if your love is wild
Baby, I wanna know if love is real

Beyond the place hemi-powered drones
Scream down the boulevard
Girls comb their hair in review mirrors
And the boys try to look so hard
The amusement park rises bold and stark
And kids are huddled on the beach in the mist
I wanna die with you Wendy on the streets tonight
In an everlasting kiss

One, two, three, four
Highway's jammed with broken heroes
On a last-chance power drive
Everybody's out on the road tonight but
There's no place left to hide
Together Wendy we can live with the sadness
I'll love you with all the madness in my soul
Oh, someday girl I don't know when
We're gonna get to that place where really wanna go
And we'll walk in the sun
But till then tramps like us, baby we were born to run
Tramps like us, baby we were born to run
Come on Wendy, tramps like us
Baby we were born to run
Whoa, ooh
Oh, oh, oh, oh
Whoa, whoa, whoa
Ooh
Whoa, whoa, whoa
Whoa, whoa, whoa
Whoa, whoa, whoa.

Nascemos Para Fugir

No dia em que suarmos nas ruas
Fugindo do sonho americano
Nessa noite passearemos por mansões gloriosas
Dirigindo máquinas de suicídio
Surgindo das gaiolas para a Auto-Estrada 9
Rodas cromadas, injetando combustível
E passando dos limites
Garota, esta cidade arranca os ossos do corpo
É uma armadilha mortal, é um ritmo suicida
Nós temos que cair fora enquanto somos jovens
Porque vagabundos como nós, baby, nascemos para fugir

Wendy, deixe-me entrar, eu quero ser seu amigo
Quero ser o guardião de seus sonhos e suas visões
Apenas passe suas pernas em volta da minha calça de veludo
E cruze suas mãos sobre meu motor
Juntos podemos escapar desta armadilha
Correremos até cair, baby, jamais olharemos prá trás
Por favor, caminhe comigo nesta corda-bamba
Porque, baby, eu sou apenas um assustado e solitário cavaleiro
Mas eu tenho que saber como é sentir isso
Eu quero saber se o amor é selvagem
Baby, eu quero saber se o amor é real

Por trás dos palácios
Gritando pela rua
Garotas ajeitam seus cabelos nos espelhos retrovisores
E os garotos tentam enxergar
O parque de diversões aparece atrevido e árido
As crianças foram barradas pela neblina da praia
Eu quero morrer nas ruas hoje com você
Em um beijo interminável

Um, Dois, Três, Quatro
As estradas estão tomadas de heróis arrebentados
Numa última viagem desesperada
Todos estão na rua esta noite
Não sobraram lugares para nos escondermos
Juntos, Wendy, podemos conviver com a tristeza
Eu vou te amar com toda a loucura da minha alma
Um dia, garota, eu não sei quando
Nós chegaremos naquele lugar que tanto queremos ir
E caminharemos sobre o sol
Mas até lá, garota,
Vagabundos como nós, Baby, fomos feitos para fugir
Vagabundos como nós,
Baby, fomos feitos para fugir
Whoa, ooh
Oh, oh, oh, oh
Whoa, whoa, whoa
Ooh
Whoa, whoa, whoa
Whoa, whoa, whoa
Whoa, whoa, whoa

0 comentários
Terra Música feedback