Brasil

Cássia Eller

exibições 22.424

Não me convidaram pra essa festa pobre,
Que os homens armaram pra me convencer,
A pagar sem ver por toda essa droga,
Que já vem malhada antes de eu nascer.

Não me ofereceram nenhum cigarro,
Fique na porta estacionando os carros,
E não me elegeram o chefe de nada,
O meu cartão de crédito é uma navalha.

Brasil,
Mostra a tua cara,
Eu quero ver que paga,
Pra gente ficar assim.
Brasil,
Qual é o teu negócio,
O nome do teu sócio,
Confia em mim.

Não me convidaram pra essa festa pobre,
Que os homens armaram pra me convencer,
A pagar sem ver por toda essa droga,
Que já vem malhada antes de eu nascer.

E não me sortearam a garota do fantástico,
E nem me surbonaram ser aqui é o meu fim,
Ver TV a cores na tábua de um índio,
Programado pra só dizer SIM, SIM.

Brasil,
Mostra a tua cara,
Eu quero ver que paga,
Pra gente ficar assim.
Brasil,
Qual é o teu negócio,
O nome do teu sócio,
Confia em mim.
Brasil,
Mostra a tua cara,
Eu quero ver que paga,
Pra gente ficar assim.
Brasil,
Qual é o teu negócio,
O nome do teu o nome do teu sócio,
Confia em mim.

Grande pátria desemportante,
Em nenhum instante eu vou te trair,
Não vou te trair.

Brasil,
Mostra a tua cara,
Eu quero ver que paga,
Pra gente ficar assim.
Brasil,
Qual é o teu negócio,
O nome do teu sócio,
Confia em mim.

Brasil,
Mostra a tua cara,
Eu quero ver que paga,
Pra gente ficar assim.
Brasil,
Qual é o teu negócio,
O nome do teu sócio,
Confia em mim.

Brasil.

Composição: Cazuza / Nilo Roméro / George Israel · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Sodapop
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música feedback