No Lombo Das Prima

Conrado e Aleksandro

exibições 28.203

Eu andava sofrido, todo encardido que dava até dó
Só tomava banho lá no igapó
Saia com lama até no jiló
Mas o destino me trouxe uns boi na invernada,
Cayenne, carrera, armany e prada
E um learjet, não ando mais de mobilete
É tudo que eu sempre sonhava
Whisky, cerveja e balada

É nóis armar o boteco, pegar as menina
Afogar o marreco, tomar gasolina
Dormir na sacada, morder a cortina
Fazer cutiano

Pra nóis armar o boteco, pegar as meninas
Afogar o marreco, tomar gasolina
Dormir na sacada, morder a cortina
Fazer cutiano no lombo das prima

Eu andava sofrido, todo encardido que dava até dó
Só tomava banho lá no igapó
Saia com lama até no jiló
Mas o destino me trouxe uns boi na invernada,
Cayenne, carrera, armany e prada
E um learjet, não ando mais de mobilete
É tudo que eu sempre sonhava
Whisky, cerveja e balada

É nóis armar o boteco, pegar as menina
Afogar o marreco, tomar gasolina
Dormir na sacada, morder a cortina
Fazer cutiano

Pra nóis armar o boteco, pegar as meninas
Afogar o marreco, tomar gasolina
Dormir na sacada, morder a cortina
Fazer cutiano no lombo das prima

Pra nóis armar
Morder
Fazer cutiano

Pra nóis armar o boteco, pegar as meninas
Afogar o marreco, tomar gasolina
Dormir na sacada, morder a cortina
Fazer cutiano no lombo das prima

Terra Música feedback