Orchids

You hold me inside your iris like a terminal stain on life
You condescend to my primal brain and twist me around like a knife

Can't begin to explain
The feelings I have restrained
Don't ask me how I am
Because you're too busy planning your epitaph
Let me tell you

DON'T - try to be the ONE - person
Who has STAYED - just to say
They never left me!
Aggravated, complicated, someone say it
God, I never learn...

You keep me hidden behind a curtain, an audible human display
You feed me orchids to give me courage and keep me in line with disdain

Can't begin to explain
The feelings I have restrained
Don't ask me how I am
Because you're too busy planning your epitaph
Let me tell you

DON'T - try to be the ONE - person
Who has STAYED - just to say
They never left me!
Aggravated, complicated, someone say it
God, I never learn...

I have nothing left for you...you left me with nothing

I live at arm's length and die a little, between your constants by day
I want my soul back before it's over, I can't even wish you away

Can't begin to explain
The feelings I have restrained
Don't ask me how I am
Because you're too busy planning your epitaph
Let me tell you
DON'T - try to be the ONE - person
Who has STAYED - just to say
They never left me!
Aggravated, complicated, someone say it
God, I never learn...

I NEVER LEARN!!

Orquídeas

Você me segura dentro de sua iris
Como uma mancha terminal na vida e você condescende para meu cérebro primitivo e me torce como uma faca

Nem consigo começar a explicar
Os sentimentos que guardei
Não pergunte como estou
Porque você está ocupado fazendo seu epitáfio
Deixa eu te falar

Não tente ser uma pessoa
Que ficou só para dizer
Que nunca me deixou
Agravante, complicado, alguém fale
Deus, eu nunca aprendo...

Você me esconde atrás de uma cortina, uma exposição humana audível, você me alimenta de orquídeas para me dar coragem
E me manter alinhado com desprezo

Nem consigo começar a explicar
Os sentimentos que guardei
Não pergunte como estou
Porque você está ocupado fazendo seu epitáfio
Deixa eu te falar

Não tente ser uma pessoa
Que ficou só para dizer
Que nunca me deixou
Agravante, complicado, alguém fale
Deus, eu nunca aprendo...

Não tenho nada pra você... você me deixou sem nada

Eu vivo no comprimento do braço e morro um pouco, entre suas constantes no dia, quero minha alma de volta antes que isso acabe
Não consigo nem desejar que você vá embora

Nem consigo começar a explicar
Os sentimentos que guardei
Não pergunte como estou
Porque você está ocupado fazendo seu epitáfio
Deixa eu te falar
Não tente ser uma pessoa
Que ficou só para dizer
Que nunca me deixou
Agravante, complicado, alguém fale
Deus, eu nunca aprendo...

Eu nunca aprendo!

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente.
Enviada por Camila
Traduzida por Craig
468 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais