Letras de músicas - Letras.mus.br

Sózin

Dalsin

Desde muleque eu sigo
Vagando só, por aí
Pelo jeito fui bem né
Já que cheguei até aqui

Mente marcada pelo tempo
Gravando o momento
O rosto mesmo sorrindo
Não disfarça o sofrimento

Muito tempo pra crer
Quem viu pode dizer
Muita coisa, irmão
Eu nem gostei de aprender

Me apoiei na rua
Depositei meus verdadeiros sentimentos
Em troca
Ela me deu uns parceiros

Mal vestido, na sua
Dobrando as faces da Lua
Via no brilho da moeda
A verdade crua

Que tudo pode ser melhor
Questão de dedicação
A verdade num é nada
Se não tiver um cifrão

Tem que correr atrás
Pensar positivo
Mas nada vai adiante
Se o saldo for negativo

Um dos motivos
Que me faz crescer pensando assim
Enquanto as coisas num muda
Prefiro ser sozin

Um neguin com dúvida
Seu final ta perto
Nunca crendo na história
Que no fim vai dar certo

Fica esperto, se o fim é certo
Duvido do principio
Dá certo no fim, tio?
Tem que dar certo no inicio

Também não digo
Que a solidão num ajudou, ai
Por causa dela sofri
Por ela to aqui

Trampando com os mc
Apertando REC
Eu prefiro morrer sozinho
Que viver longe do RAP

Não tem ninguém por mim
Acho melhor assim
Se for pra atrasar o lado
Prefiro ser sozin

Que esse seja o fim
O começo pra mim
Não tenho nada a perder
Quer treta? Pode vim

Os danos da mente
Se funde com a necessidade
Ai ja viu, vira mais um
Vagando pela cidade

Cara de malandro
Chamando as atenções
Olhar desconfiado
Segundas intenções

Num para não neguin
Num para não
Essa frase batia fundo
Bombava o coração

Os veneno foi diluindo
Familia deserdando
Aos poucos fui assim
Sozin eu fui ficando

Melhor memo andar só
Sem se preocupar
Do que tá
Acompanhado de alguem que quer atrasa

Meu universo era imenso
Sem noção do tamanho
Fui aos poucos vetando
A visita de estranhos

Vejo muitos reclamando da vida
Só que é o seguinte
Dez anos reclamando
Não vale um dos meus vinte

Foi osso, sofrido
Só que não me fez parar
Fui mais forte que a zica
Ai neguin, pode pá

Os mano que ta suave
E ainda quer duvidar
Vive um ano da minha vida
Do motivo pra você reclamar

Não to dizendo
que sofri mais que ninguem
Só to dizendo, truta
Que foi foda também

Acordar num quarto sozinho
Tentar entender o que aconteceu
Por que tinha que ser?
Onde a vida se perdeu?

Eu?
Será que esse carmá é memo meu?
Agora o caminho pra mim
Se eu parar de andar fudeu

Que cada vez que eu caia
A mão de Deus me levante
Que eu tenha força o bastante
Pra prosseguir adiante

A frente de tudo
Que quer ver o meu fim
Se for pro meu melhor
Eu prefiro ser sozin

Caminhar por si só, truta
É mais que caminhar
É tentar sobreviver
Mesmo sem ar pra respirar

Tira da vida motivos
Pra seguir em frente
Se envolvendo naquilo
Que pode fazer diferente

Num esperar de ninguem
Fazer por merecer
Ultrapassando as barreiras
Pra que elas não parem você

Você tem muito mais guardado ai dentro
Pode crer
Basta fechar os olhos
E procurar pra ver

Se o momento num favorece
Resta uma coisa a fazer
Vira a jogo
A porra do momento vai favorecer


Um negui muado
Sem direção pra nada
Caderno de broxura velho
Rabiscado na calçada

Nada de lagrimas
No rosto totalmente risonho
Subiu caindo, sem sorriso
E ficou vivo por sonho

Vem ultrapassando o tempo
Ensina na metade
Que o caderno de broxura
Viro RAP de verdade

Um incentivo me encontro
Num lado complicado
O Sol raiou, um dia lindo
Ainda to no quarto

Aliado, só o foninho
Deixa ele me dizer
O ritmo que a caneta
No papel tem que escrever

Nessas linhas me revelo
Como Felipe ou Dalsin
Acompanhado de vocês, mano
Nunca to sozin, nunca to sozin

Acompanhado dos meus manos
Nunca to sozin. Tamo junto até o final

39.803 exibições
Ver mais fotos

Comentários


Quem curte?
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais