Letras de músicas - Letras.mus.br

Vai Chegar Sua Vez

Danny Elfman

Caros defuntos, a sua atenção ou quem de vocês tiver audição
Vou contar uma historia melancólica demais de uma noiva cadáver sedenta de paz

Vai, vai chegar sua vez
A morte vira não importa o freguês
Você pode ate se esconder e rezar mais do funeral não irá escapar

A nossa garota era mesmo um pitel, mas um dia encontrou um sujeito cruel
Ele era bonito, mas sem um tostão e a pobre garota gamou no vilão
O papai disse não! Ela não quis ouvir, e então os pombinhos tramaram fugir

Vai, vai chegar sua vez A
A morte virá não importa o freguês
Você pode ate se esconder e rezar mais do funeral não irá escapar

Eles então combinaram de se encontrar, no meio da noite um segredo guardar
O vestido da mamãe serviu muito bem, quem tem amor não precisa de bens
Exceto umas coisas por precaução, como jóias da casa, um anel de um milhão.
Junto ao cemitério, sob o Flamboyant, um nevoeiro escuro, as três da manha, ela pronta pra ir, mas e o galã?
E então?
Ela esperou...
E então?
No meio das sombra, seria o rapaz?
E então?
O coração batendo!
E então?
E então queridos, tudo ficou escuro...
Quando ela abriu os olhinhos... Tava morta então!
As jóias roubadas, que desilusão!
A moça jurou que iria esperar por um amor verdadeiro, que alguém a viesse livrar
Sempre assim esperando, seguia-se em paz
Até que chegou o distinto rapaz
Juntou-se a ela e a história real da Noiva Cadáver chegou ao final

Vai, vai chegar sua vez
A morte virá não importa o freguês
Você pode até se esconder e rezar mais do funeral não irá escapar

Yeah!

7.950 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais