Quatorze juillet

Édith Piaf

exibições 985

Quatorze juillet

Il me vient par la fenêtre
Des musiques de la rue
Chaque estrade a son orchestre
Chaque bal a sa cohue
Ces gens-là m'ont pris ma fête
Je ne la reconnais plus

Dans ma chambre je me chante
L'air que nous avons valsé
Je regarde la toquarde
Où tes doigts se sont posés

Tu m'as dit: "Tu es si belle"
Et tu as, l'instant d'après,
Ajouté: "La vie est bête"
J'ai compris que tu partais
Si tu ne reviens jamais
Il n'y aura plus de quatorze juillet

Il me vient par la fenêtre
Un murmure qui s'éteint
Les chansons d'une jeunesse
Attardée dans le matin
N'allez pas troubler mon rêve
Allez rire un peu plus loin

Que m'apporte, que m'apporte
Cette joie de quelques heures
Je suis morte, je suis morte
Et je t'ai déjà rejoint
Et mon corps est près du tien
Mais personne n'en sait rien…

Quatorze de Julho

Ele vem pela janela
Música da rua
Cada plataforma tem sua orquestra
Cada bola tem sua multidão
Essas pessoas me levou meu aniversário
Eu já não reconhecer

No meu quarto eu canto
O ar que valsaram
Eu assisto toquarde
Quando seus dedos surgiram

Você me disse: "Você é tão bonito"
E você, no momento seguinte,
Acrescentou: "A vida é estúpido"
Eu entendi que você estava saindo
Se você nunca voltar
Haverá mais em 14 de julho

Ele vem pela janela
Um sopro se apaga
As músicas da juventude
Pousou na manhã
Não vai atrapalhar o meu sonho
Vou rir um pouco mais

Isso me leva, me leva
A alegria de algumas horas
I morreu, eu morri
E eu já aderiram
E o meu corpo está perto de seu
Mas ninguém sabe ...

Terra Música
feedback