A Poem For The Firmament

It's simply too hard
To blow out all these fragments of star
The dawn never shines
I'm condemned to this eternal night

Fly away, far away
Oh, whence I could feel you whole
There's a light in your eyes I'll follow
A spark of endless dreams
There's a light in your eyes while you're
holding me tight it enriches my life, it
holds me spellbound

It crawls all inside
It's the wish to back down and hide
Like the calm sea
It's the haven of forces within

Fly away, far away
Oh, up this path I rode
I was searching for a reason
I lost the thread of tale
Fly away, far away
Oh, whence I could feel you whole
There's a light in your eyes I'll follow
A spark of endless dreams
There's a light in your eyes while you're
holding me tight
It enriches my life, holds me spellbound

On the scars of old runes, thousands of
forgotten memories and hopes
Are carved in stone, symbols of my childhood
gone, on the wind floats a dream
and hundreds of my broken promises
and oaths
Taken by the stream, artefacts of what I
was

Read the signs on the trees,
written by golden leaves
Winds are howling their serenades,
Ancient chants singing all the good aims
I betrayed

Another night has passed, and with it all
the fears and dreads are gone,
And the shadows have faded

Clouds are leaving the sky, the horizon
point out new ways to be found,
There is always a trail to follow, and it will
take you home

Follow all the scents
before light passes away
Long before the shadows fall
As covering miles in the distance
you will see
What you searched,
you will catch sight of your dreams
Dwelling forevermore, wander aimlessly

It's the fatal falling, on the path we
choose
We're searching for answers
that never appear
We're searching for lands beyond
all limits, we're falling!

Millions of emotions (have) passed
through my heart since I'm on this Earth
But the ones that remain are the ones
we're living for

It's the sweetest Night of all
It's a moment that lengthens
to eternity and more
While the flakes soundless will fall
I hear the sound of laugther
coming from so high above
And the promise once made
now it's broken
The curtain slowly falls
On the angel that kissed me

It's the Night of cruel remorse
It remains only a distant memory
of things undone
A return to innocence
A travel back in time when everything
seems clear and pure
And the promise once made
now it's broken
The curtain slowly falls
On the angel that kissed me

Cursed, cursed
That lone and threadlike figure
So shapelessly unbounded
Will haunt that empty jar
That is me

Cursed, cursed
I'm deep into transparency
A dreamy spiral staircase
A voice, a whisper echo in the gloom

Cursed (cursed), cursed (cursed)
I sharpen all my sleeping senses
Encircle my own wish
I'll never die!

Cursed, cursed
A gloomy sense of sadness
Impaled my arid heart
To the sceptre of melancholy

Cursed (cursed), cursed (cursed)
On the stroke of my halfhour
The token has been shown
Eternal wearing the Red Death masque!

Thousand ways of living
In the end (I) got my reward
I don't feel alone no more

Fly away, far away
Oh, up this path I rode
I was searching for a reason
I lost the thread of tale
Fly away, far away
Oh, whence I could feel you whole
There's a light in your eyes I'll follow
A spark of endless dreams
There's a light in your eyes
while you're holding me tight
It enriches my life, holds me spellbound

...and finally is day again...

On the scars of old runes, thousands of
forgotten memories and hopes
Are carved in stone,
symbols of my childhood gone,
on the wind floats a dream and hundreds
of my broken promises and oaths
Taken by the stream,
artefacts of what I was

Read the signs on the trees,
written by golden leaves
Winds are howling their serenades,
Ancient chants singing all the good aims
I betrayed

It's the fatal falling,
on the path we choose
We're searching for answers
that never appear
We're searching for lands beyond
all limits, we're falling!

Um Poema Para o Firmamento

É simplesmente tão dificil
Para soprar para fora todos esses fragmentos de estrelas
Do alvorecer nunca brilha
Estou condenado a esta noite eterna

Voar longe, tão longe
Oh, quando eu podia sentir você por inteira
Há uma luz em seus olhos que eu seguirei.
Uma faísca de sonhos infinitos.
Há uma luz em seus olhos quando você
me abraça que enriqueçe minha vida,que
me mantem enfeitiçado.

Rastenjando tudo por dentro
E desejo de voltar atras e esconder-se
Como um mar calmo
Um refugio de forças por dentro

Voar longe, tão longe
Oh, por este caminho que andei
Eu estava a procura de uma razão
Eu perdi parte do conto...
Voar longe, Tão longe
Oh, quando eu podia sentir você por inteira
Há uma luz em seus olhos que eu seguirei.
Uma faísca de sonhos infinitos.
Há uma luz em seus olhos quando você
me abraça
que enriqueçe minha vida,que me mantem enfeitiçado.

Nas cicatrizes de velhas runas, milhares de
memórias e esperanças esqueçidas
gravadas na pedra, simbolos da mimnha infancia
que se foi, No vento flutua um sonho
e centenas de promessas e juramentos
quebrados.
tomados por um rio, artefatos do que eu
fui.

Lendo os sinais nas árvores,
Escritos por folhas douradas
Ventos estao uivando sua serenata,
Anciaos entoam cantando todos os bons objetivos...
Fui traído.

Outra noite se passou,e com tudo isso
os medos e "dreads' se foram,
E as sombras se esvaíram.

Nuvens estao deixando o ceu,o horizonte
Aponta novos caminhos a serem encontrados,
Sempre há um caminho a seguir,e ele vai
Te levar pra casa.

Seguir todos os cheiros
Antes que a luz se vá
Muito antes da escuridão cair
Cobrindo milhas na distância
você verá
O que você procurou,
você terá a visão de seus sonhos
Duelando eternamente, perambulando em erros

É a queda fatal,no caminho que
escolhemos...
Estamos procurando por respostas
que nunca apareceram,
Estamos procurando por terras além
de todos os limites,estamos caindo!

Milhoes de emoçoes (tem) passaram
Pelo meu coraçao desde que estou nessa Terra,
Mas algumas que ficaram sao pelas quais
Nós vivemos.

É a mais doce noite de todas
É um momento que alonga
para a eternidade e além.
Enquanto os flocos caem silenciosamente
Eu ouço uma risada
Vindo de muito alto acima,
E a promessa uma vez feita
agora está quebrada
O cortina cai vagarosamente
Sobre o anjo que me beijou.

É uma noite de remorso cruel
Qye ficará apenas como uma memoria distante
das coisas não feitas
Um retorno para inoscencia,
Uma viajem de volta no tempo onde tudo
Parece claro e puro
E a promessa uma vez feita
Agora está quebrada
A cortina cai vagarosamente
Sobre o anjo que me beijou.

Amaldiçoado,amaldiçoado,
Esta só e "threadlike" figura
Tao magra "unbounded"
Vai assombrar este jarro vazio
Que sou eu...

Amaldiçoado,amaldiçoado
Eu estou mergulhado em transparencia
Um "dreamy" espiral "staircase"
Um voz,um sussurro ecoando "in the gloom".

Amaldiçoado(amaldiçoado)amaldiçoado (amaldiçoado)
Eu afio todos os meus sentidos sonolentos
envolvendo meu próprio desejo
Eu nunca vou morrer!.

Amaldiçoado,amaldiçoado
Uma lúgubre sensaçao de tristeza
impalaram meu coraçao árido
Para o centro da melancolia.

Amaldiçoado(amaldiçoado),amaldiçoado(amaldiçoado)
Num golpe de meio tempo
O símbolo foi mostrado
Usando eternamente a máscara vermelha da morte!.

Mil maneiras de viver
No final (eu) terei minha recompensa.
Eu nao me sinto mais sozinho.

Voar longe, tão longe
Oh, por este caminho que andei
Eu estava a procura de uma razão
Eu perdi parte do conto...
Voar longe, Tão longe
Oh, quando eu podia sentir você por inteira
Há uma luz em seus olhos que eu seguirei.
Uma faísca de sonhos infinitos.
Há uma luz em seus olhos
quando você me abraça
que enriqueçe minha vida,que me mantem enfeitiçado.

...E finalmente é dia de novo...

Nas cicatrizes das runas antigas,milhares de
esperanças e memórias esquecidas
estao gravadas na pedra,
Símbolos da minha infancia que se foram,
No vento flutua um sonho e centenas
das minhas promessas e juramentos quebrados
Levados pelo rio,
Artefatos do que eu fui.

Leia os sinais nas árvores,
Escritos por folhas douradas
Ventos cantam suas serenatas,
Anciãos entoam cantando todos os bons bjetivos...
Fui traido.

É a queda fatal,
No caminho que escolhemos,
Estamos procurando por respostas
que nunca apareceram,
Estamos procurando por terra além
de todos os limites,estamos caindo!

Composição: Aydan, Japen & Damnagoras · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Silmara
Traduzida por Leonardo
3.295 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais