The Art Of Suicide

Emilie Autumn

exibições 19.069

The Art Of Suicide

The art of suicide
Nightgowns and hair
Curls flying every which where
The pain too pure to hide
Bridges of Sighs
Meant to conceal lover's lies
Under the arches
Of moonlight and sky
Suddenly easy
To contemplate why
Why

Why live a life
That's painted with pity
And sadness and strife
Why dream a dream
That's tainted with trouble
And less than it seems
Why bother bothering
Just for a poem
Or another sad song to sing
Why live a life
Why live a life

The art of suicide
Pretty and clean
Conveys a theatrical scene
"Alas, I'm gone!" she cried
Ankles displayed
Melodramatically laid
Under the arches
Of moonlight and sky
Suddenly easy
To contemplate why
Why

Why live a life
That's painted with pity
And sadness and strife
Why dream a dream
That's tainted with trouble
And less than it seems
Why bother bothering
Just for a poem
Or another sad song to sing
Why live a life
Why live a life

Life is not like Gloomy Sunday
With a second ending
When the people are disturbed
Well they should be disturbed
Because there's a story
That ought to be heard
Life is not like a gloomy Sunday
With a second ending
When the people are disturbed
Well they should be disturbed
Because there's a lesson
That really ought to be learned

The world is full of poets
We don't need any more
The world is full of singers
We don't need any more
The world is full of lovers
We don't need any more

A Arte do Suicídio

A arte do suicídio
Camisolas e cabelo
Cachos voando por todo lugar
A dor muito pura para esconder
Pontes dos suspiros
Feita para esconder mentiras dos amantes
Sob os arcos
Do luar e do céu
De repente fácil
Contemplar o porquê
Por quê

Por que viver uma vida?
Que é pintada com piedade
E tristeza e conflito
Por que sonhar um sonho?
Que é contaminado com problemas
E menos do que isso parece
Porque incomodar incomodando?
Apenas por um poema
Ou uma outra canção triste a cantar
Por que viver uma vida?
Por que viver uma vida?

A arte do suicídio
Bonita e limpa
Expressa uma cena teatral
"Ai de mim! estou indo" ela gritou
Tornozelos expostos
Melodramaticamente deitada
Sob os arcos
Do luar e do céu
De repente fácil
Contemplar o porquê
Por quê

Por que viver uma vida?
Que é pintada com piedade
E tristeza e conflito
Por que sonhar um sonho?
Que é contaminado com problemas
E menos do que isso parece
Por que incomodar do incômodo?
Apenas por um poema
Ou uma outra canção triste a cantar
Por que viver uma vida?
Por que viver uma vida?

A vida não é como um domingo nublado
Com um segundo final
Quando as pessoas são perturbadas
Bem, elas deveriam ser perturbadas
Porque há uma história
Que deveria ser ouvida
A vida não é como um domingo nublado
Com um segundo final
Quando as pessoas são perturbadas
Bem, elas deveriam ser perturbadas
Porque há uma lição
Que realmente deveria ser aprendida

O mundo está cheio de poetas
Não precisamos de mais
O mundo está cheio de cantores
Não precisamos de mais
O mundo está cheio de amantes
Não precisamos de mais

Composição: Emilie Autumn · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por leffertian, Traduzida por Lady Mila, Legendado por Mary
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música
feedback