The Phantom Agony

Epica

exibições 72.188

The Phantom Agony

[I. Impasse Of Thoughts]

I can't see you, I can't hear you, do you still exist?
I can't feel you, I can't touch you, do you exist?
(The Phantom Agony)
I can't taste you, I can't think of you, do we exist at all?

[II. Between Hope and Despair]

(The future doesn't pass and the past won't overtake the present
All that remains is an obsolete illusion
We are afraid of all the things that could not be, a phantom agony)

(Do we dream at night or do we share the same old fantasy?
I am a silhouette of the person wandering in my dreams
We are afraid of all the things that could not be, a phantom agony)

Tears of unprecedented beauty
Reveal the truth of existence
We're all sadists

The age-old development of consciousness
Drives us away from the essence of life
We meditate too much so that our instincts
Will fade away, they fade away

(What's the point of life and what's the meaning if we all die in the end?
Does it make sense to learn or do we forget everything?
We are afraid of all the things that could not be, a phantom agony)

Tears of unprecedented beauty
Reveal the truth of existence
We're all pessimists

The age-old development of consciousness
Drives us away from the essence of life
We meditate too much so that our instincts
Will fade away, they fade away

(Teach me how to see and free the disbelief in me
What we get is what we see, the Phantom Agony
A te spiritus noster devoratur et nostra anima capitur)

[III. Nevermore]

The lucidity of my mind has been revealde in new dreams
I am able to travel where my heart goes in search of self-realisation
This is the way to escape from our agitation
And develop ourselves, use your illusion and enter my dream

A Agonia Fantasma

1° [Pensamententos]

Eu não posso ve-lo, eu não posso ouvi-lo, você ainda existe?
Eu não posso senti-lo, eu não posso toca-lo, você existe?
(A Agonia Fantasma)
Eu não posso prova-lo, eu não posso pensar em você, Nós existimos de verdade?

2° [Entre a Esperança e o Desespero]

(O futuro não passa e o passado não vai subjulgar o presente
Tudo o que resta é uma ilusão obsoleta
Nós temos medo de todas as coisa que não poderiamos ter, uma fanstasma agonia)

Nós dormimos a noite ou compartilhamos a mesma velha fantasia?
Eu sou uma silhueta da pessoa que vaga nos meus sonhos
Nós tememos todas as coisas que não poderiam ser uma agonia fantasma

Lágrima de beleza sem precedentes
Revelam a verdade da existência
Nós somos todos sádicos

O envelhecido desenvolvimento da consciência
Nos afasta da essência da vida
Nós meditamos tanto por isso nossos instintos
irão esvanecer-se, Irão esvanecer

Qual o sentido da vida e qual o significado se todos nós morremos no final?
Faz sentido aprender ou nós nos esquecemos de tudo?
Nós tememos todas as coisas que não poderiam ser,agonia fantasma

Lágrimas de beleza sem precedentes
Revelam a verdade da existência
Nós somos todos pessimistas

O envelhecido desenvolvimento da consciência
Nos afasta da essência da vida
Nós meditamos tanto por isso nossos instintos
irão esvanecer-se, Irão esvanecer

Me ensine como ver e libertar a descrença em mim
O que temos é o que vemos, a agonia fantasma.
Nosso espírito é devorado por ti e nossa alma, capturada.

3° Nunca Mais

A lucidez da minha mente foi revelada em novos sonhos
Sou capaz de viajar onde meu coração vai na busca de auto-realização
Esse é o jeito de fugir da nossa agitação
E nos aprimorarmos Use a tua ilusão e entre nos meus sonhos

Composição: Mark Jansen / Yves Huts · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por DarkAngel, Traduzida por DarkAngel, Legendado por epic.angel, iagoleo e mais 1
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
0 comentários
Terra Música feedback