Pano de Chão

Flávio José

exibições 5.622

Quando o amor bateu na porta lá de casa,
meu desejo criou asa e foi morar no coração
Foi tão gostoso parecia um mar de rosa eu de verso tu de prosa,
eu o amor você a paixão
Mas veio o tempo companheiro do cansaço,
foi causando um embaraço descompasso do viver,
ai você que era tão meiga e carinhosa foi ficando buliçosa,
pois meu peito a doer
Ai você mudou pisou na bola e me fez pano de chão,
pisou meu peito machucando coração
Pisou na minha vida
Mas não pisa em meu querer
Quando o amor for lá em casa erre o endereço,
na minha casa não tem recomeço eu não mereço sofrer tanto assim.

Terra Música
feedback