Tudo Certo!

Gabriel O Pensador

exibições 21.270

- Hãn... posso?
- Pode! tá bom...
- Demorou... há!

Quero que a sorte me ajude nas batalhas que eu travo mas do berço ao Ataúde vou manter minha atitude não importa a latitude ou longitude, povo que não tem virtude acaba por ser escravo, nem centavo, nem milhão, nem o dobro, nem metade, nem a prata, nem o ouro, nem o euro, nem o dólar, nem fortuna, nem esmola, nada do que eu conheço paga o preço de viver sem liberdade, felicidade não é coisa do outro mundo, eu não sou um vagabundo mas sei vagabundiar. Trabalho duro penso no futuro mas o presente eu vou desembrulhar.

É como disse a Berenice: (falou e disse...) Vamo parar de meninice (falou e disse...), eu nunca fujo do perigo (falou bonito) amiga chama as amigas que vou chegar nos amigos. Confia em mim que no fim dá tudo certo, avisa para as amigas que tá tudo certo, eu chego com os amigos e tá tudo certo, se ainda não deu certo é porque ainda não chegou no fim. E no fim dá tudo certo. avisa para as amigas que tá tudo certo, eu chego com os amigos e tá tudo...? Certo.

Aê churrascada lá em casa, traz a carne pro espeto, traz o gelo pra gelada, traz o verde pra salada, é sempre um bom motivo pra juntar a rapaziada. O chimarrão na praia ou no rincão representa a tradição que passa de mão em mão, da mão que passa pra boca da boca pra outra mão que passa pra outra boca com sorriso de satisfação, abre a roda do chimas deixa eu chegar tens que puxar a bomba até a cuia roncar, damas primeiro mas vai devagar cuidado que é pra não se queimar.

É como disse a Berenice: (falou e disse...) Vamo parar de meninice (falou e disse...), eu nunca fujo do perigo (falou bonito) amiga chama as amigas que vou chegar nos amigos. (Vem...) (Tô chegando...) Confia em mim que no fim dá tudo certo, avisa para as amigas que tá tudo certo, eu
chego com os amigos e tá tudo certo, se ainda não deu certo é porque ainda não chegou no fim. E no fim dá tudo certo, avisa para as amigas que tá tudo certo, eu chego com os amigos e tá tudo...? Certo.

Gosto do que é bom e o que é bom não enjoa, curto a minha vida que ela é curta mas voa, não tem carne eu como peixe, não tem mate eu bebo água, não tem festa a gente faz a festa de duas pessoas, eu e você, você e eu chega mais perto porque você tá tão longe e não esconde esse sorriso assim confia em mim que no fim dá tudo certo se ainda não deu certo é porque ainda não chegou no fim, me dá o fogo da boca, me dá um naco da nuca não se preocupa eu não to louco em você maluca, agora é tarde pra tremer de medo e ainda é cedo pra morrer de culpa.

É como disse a Berenice: (Falou e disse...) Vamo parar de meninice (falou e disse...), eu nunca fujo do perigo (falou bonito) amiga chama as amigas que vou chegar nos amigos. (Chegaê). Confia em mim que no fim dá tudo certo, avisa para as amigas que tá tudo certo, eu chego com os amigos e tá tudo certo, se ainda não deu certo é porque ainda não chegou no fim. E no fim dá tudo certo, avisa para as amigas que tá tudo certo, eu chego com os amigos e tá tudo...? Certo. (Tudo certo).

Back: (Churrasco e bom chimarrão, fandango, trago e mulher, é disso que o velho gosta é isso que o velho quer...) (2x)

Confia em mim que no fim dá tudo certo, avisa para as amigas que tá tudo certo, eu chego com os amigos e tá tudo certo, se ainda não deu certo é porque ainda não chegou no fim. E no fim dá tudo certo, avisa para as amigas que tá tudo certo, eu chego com os amigos e tá tudo...? Tudo certíssimo!!!

Terra Música feedback