Ela e a Lua

Gilberto Gil

exibições 4.373

Este luar que inspira poesia
É como um sopro de paz e ternura
É como um rasgo de afeto e doçura
Para uma alma tão triste e vazia

Traz à noite sublime enlevo e calma
Em seu fluxo pálido e brilhante
Vem com seu bálsamo leve, inebriante
Acariciar e confortar minha alma

E minha alma é tão triste e tão nua
Por causa dela, amor de minha vida
Por ela, sim, minha doce querida
Que era também tão bela como a lua!

Ela e a lua, poemas de carinhos
Cantos de afeto, de candura e paz
Eu e a saudade, companheira mordaz
Eu e a saudade, tristonhos, sozinhos

Terra Música feedback