Ao Fim de Tudo

Ira!

exibições 16.619

Minhas lágrimas não caem mais
eu já me transformei em pó
e os meus gritos não se escutam mais
estão na direção do sol
meu futuro não me assustou faz
correr pra desprender o nó
que me amarra a garganta e traz
um vazio de viver e só
se alguém encontrou um sentido pra vida
chorou
por aumentar a perda que se tem ao fim de tudo e transformando
o silêncio que até então é mudo

Naquela canção que parece encontrar a razão
mas que ao final se cala frente ao tempo que não para a nossa
lucidez

Minhas lágrimas não caem mais
eu já me transformei em pó
os meus gritos não se escutam mais
estão na direção do sol
meu futuro não me assustou faz
correr pra desprender o nó
que me amarra a garganta e traz
um vazio de viver e só

Se alguém encontrou um sentido pra vida
chorou
por aumentar a perda que se tem ao fim de tudo e transformando
o silêncio que até então é mudo

Naquela canção que parece encontrar a razão
mas que ao final se cala frente ao tempo que não para a
nossa lucidez

Se alguém encontrou um sentido pra vida
chorou
por aumentar a perda que se tem ao fim de tudo e transformando
o silêncio que até então é mudo
naquela canção que parece encontrar a razão
mas que ao final se cala frente ao tempo que não para a nossa
lucidez

Meu futuro não me assustou faz
correr pra desprender o nó
que me amarra a garganta e traz
um vazio de viver e só

0 comentários
Terra Música feedback