The Talisman

Iron Maiden

exibições 33.420

The Talisman

When I stand and look
About the port
And contemplate my life, will I
Ever see my countrymen again?
As the captain calls us on the deck
I take my things and walk
To the harbourside, I glance back
One last time

Fleeing our nation, our problems
We leave behind
Ships by the tenfold sail
Out on the tide
We are pleased to be out and
Embracing the open sea
Free from our troubles
And more free from thee

Inheritors unfulfilled reason
Behind us
We flee from what is not what
Is will be
We flee the earth and face our
Harsh reality
Will death be low mist that
Hangs on the sea?

We run from the evil tongues, rash
Judgements, selfish men
Never to be seen on these
Shores again

As we sail into oceansize
And lose sight of all land
A face of contentment
Around in the air
We're off now to
Seek all our fortunes
To the land of our dreams

Riding the waves and the storm
Is upon us
The winds lash the sails but
The ropes keep them tight
Off in the distance a dark cloud
Approaching

None could imagine what there
Was to come
No, there's no one going back
No, there's not a second chance
As we strap onto the side
We pray to God that we don't die

As we ride the rough seas
As we soak from the ocean waves
I just hope for all our lives
And pray that I survive

Four ships are lost in the
Stormy conditions

The spirits of the sunken crews
Their phantoms follow us

Spirits, sails, they drive us on
Through the all consuming waves
Cold mortality, no weapon
Against these ever raging seas

Four leagues and ten and we
Hit storms again
We just can't get away from
The eye of the storm

The birds outsoar the raging storm
But we cannot escape it
Abandoned earth that we
Now crave
Is many leagues from safe

Holding on for our dear lives
And we're praying once again
Rotten luck or just jonahed?
The talisman is in my hand

Limbs fatigues, trembling with cold
Blinded from the sea spray salt
Clasping anything we can hold
Heaven's rain upon us falls

Twenty days without a meal
And ten without fresh water still
Those that didn't die in storms
The scurvy rest did slaughter

Westwards the tide
Westwards we sail on
Westwards the tide
Sail by the talisman

We approach the other side
Of the ocean with the tide
In our favour just for once
Welcome greeting, our new land
The elation in our hearts
The excitement in our veins
As we sail towards the coastline
Of our golden promised land

Weary limbs fatigued away
I have no life left in me
No more strength and nothing
Left to give
Must find the will to live

Never thought that we could
Make it
Truly sight of shores divine
The sickness I am dying from
Never wanted it to end this way

Westwards the tide
Westwards we sail on
Westwards the tide
Sail by the talisman

O Talismã

Quando eu paro e aguardo
Sobre o porto
E contemplo minha vida
Verei meus contemporâneos de novo?
Enquanto o capitão nos chama na plataforma
Eu pego minhas coisas e ando
Para a zona portuária, eu olho para trás
Uma última vez

Fugindo de nossa nação, de nossos problemas
Deixamos para trás
Navios de dez velas
Fora da maré
Estamos contentes de estar fora
Abraçando o mar aberto
Livre de nossos problemas
E mais livre de ti

Herdeiros insatisfeitos com razão
Atrás de nós
Fugimos para o que não
É a vontade de ser
Nós fugimos da terra e enfrentamos nossa
Dura realidade
A morte é a baixa névoa que
Trava no mar?

Nós corremos das más línguas
Julgamentos apressados, homens egoístas
Nunca mais serão vistos nessas
Margens de novo

À medida que navegamos pelo oceano
E perdemos a vista de toda a terra
Um rosto de contentamento
Ao redor no ar
Estamos fora agora para
Procurar todas as nossas fortunas
Para a terra de nossos sonhos

Cavalgando nas ondas e a tempestade
Está sobre nós
Os ventos açoitam as velas, mas
As cordas as mantêm presa
Fora na distância uma nuvem escura está se
Aproximando

Ninguém poderia imaginar o quê
Estava por vir
Não, não há mais volta
Não, não há uma segunda chance
À medida que se tira para o lado
Nós rezamos á Deus para não morrer

Como nós montamos o mar agitado
Como se embebe das ondas do oceano
Eu só espero que para todas as nossas vidas
E rezo para que eu sobreviva

Quatro navios estão perdidos
No tempestuoso tempo

Os espíritos das tripulações afundadas
Os fantasmas nos seguem

Espíritos, velas, eles conduzem-nos
Através do consumo de todas as ondas
Mortalidade fria, nenhuma arma
Contra esses mares furiosos

Quatro léguas e nós
Tempestades nos acertaram novamente
Nós não apenas podemos fugir
Do olho da tempestade

Os pássaros a subir na tempestade
Mas não podemos fugir dela
Terra abandonada que
Agora crava
Está há muitas léguas de seguro

Conservação para nossa querida vida
E nós estamos orando mais uma vez
Má sorte ou apenas muito bêbado
O talismã está em minha mão

Fadigas nos membros tremendo de frio
Cegos da maresia
Juntando tudo o que pode segurar
Chuva do céu cai sobre nós

Vinte dias sem uma refeição
E dez sem água potável ainda
Aqueles que não morreram numa tempestade
O rosto escorbuto fez abate

Oeste a maré
Velejamos em direção ao oeste
Oeste a maré
Vela pelo talismã

Nós nos aproximamos do outro lado
Do mar com a maré
A nosso favor só por uma vez
Bem vindo a salvação, a nossa nova terra
A alegria em nossos corações
O entusiasmo em nossas veias
À medida que a vela vai para o litoral
Para a nossa terra de ouro prometida

Membros cansados
Fadigados pela distância
Não tenho vida em mim
Não há mais força para dar
Devo encontrar a vontade de viver

Nunca pensei que
Conseguiríamos
A visão da costa é realmente divina
A doença que estou morrendo
Nunca quis que isso terminasse desse jeito

Oeste a maré
Velejamos em direção ao oeste
Oeste a maré
Vela pelo talismã

Composição: Janick Gers / Steve Harris · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Danielhba, Traduzida por Ale *-*
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música
feedback