Romance da Meia Doma

Jairo Lambari Fernandes

Luzia a prata do estribo
E o pingo atado ao palanque
Bombeava a argola da cincha
"Bajo la luna" minguante.

Redomão das madrugadas
Num belo quadro fronteiro
Batendo os cascos no chão
E sacudindo os arreios.

Dentro do rancho florido
O romanceiro espiava
O potro sonando as ventas
Volta e meia uma fresteada.

A morena, flor da noite
O romanceiro, o domador
Um, em busca de sustento
O outro, de um grande amor.

Bocal ao cabo da faca
Esperança na consciência
Sem saber que a bela flor
Trazia espinhos na essência.

Cada qual com sua razão
Os dois surrados da lida
Um pelos golpes de potro
E o outro, por ser da vida.

A ilusão mostrou as garras
E ele a cavalo se foi
Ela perdeu o serviço
Deu tudo errado pros dois.

O romance foi quebrado
E a saudade lhes assoma
Sentimento não tem preço
Ela quis cobrar meia doma.

Composição: Zeca Alves e Ricardo Martins · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por João
2.881 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais