Estrela Perdida

Jairo Lambari Fernandes

A serenata da lua
vem prateando nos varzedos
pro campo guardar segredo
das lágrimas de sereno
a noite, corpo moreno
tez que brilha ao clarão
nem um vento leva e quente
me acalanta o coração

Arrebenta minha alma
quietude de solidão
em frescas manhãs de calma
o mate puxa lembranças
sem saídas, nem andanças
só caseriando a pensar
mastigando esperanças
num talvez do seu voltar

De contar tantas estrelas
algumas nos olhos guardei
se lágrimas não brotaram
por dentro decerto chorei

Esperar é meu destino
soltando mágoas ao léu
vou sempre buscar no céu
tão rara silhueta crua
se és minha estrela nua
escondida no luzeiro
vais brotar pelo sender
em cada quarto de lua

De contar tantas estrelas...

Composição: Miguel Cimirro / Alex Cabral · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Cristiano
6.389 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais