Letras de músicas - Letras.mus.br

Três e meia da madrugada

Ocorrência na octogésima quinta...

Tudo aconteceu quando ela chegou atrasada
Eram 3 e meia, alta madrugada
E sua mãe a esperava no portão
Logo, pintou bate-boca, a mãe já gritando,
Tava quase louca e exigia em altos berros
Alguma explicação
Eu fui dar mamãe... (foi dar mamãe)
Eu fui dar mamãe... (foi dar mamãe)
Eu fui dar um serão extra
Trabalhei com o patrão
Eu fui dar mamãe... (foi dar mamãe)
Eu fui dar mamãe... (foi dar mamãe)
Eu fui dar um serão extra
Trabalhei com o patrão
O barulho acordou toda a vizinhança
Tinha gente xingando, jurando vingança
Reclamando dessa cena de novela
E a galera assistindo a tudo da sacada
Não resistiu e aderiu a parada
Defendendo, em coro, a pobre donzela
Ela foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar um serão extra
Trabalhou com o patrão

Ela foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar um serão extra
Trabalhou com o patrão
De repente surge em cena (quem?)
Uma joaninha tocando a sirene
Aquela bem fininha
Perguntando o porque da confusão
Mãe e filha acabaram parando na delegacia
Naquelas alturas ninguém mais dormia
Lá fora se ouvia só a voz da multidão
Ela foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar um serão extra
Trabalhou com o patrão
Ela foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar mamãe... (Eu fui dar mamãe)
Foi dar um serão extra
Trabalhou com o patrão

Composição: Dr. Silvana e Cia · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Dennis
3.079 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais