Non C'è

Laura Pausini

exibições 108.012

Non C'è

Tu non rispondi più al telefono
E aprendi al filo ogni speranza mia
Io non avrei creduto mai di poter perder la testa, per te
All'improvviso sei fuggito via
Lasciando il vuoto in questa vita mia
Senza risposte ai miei perché adesso cosa mi resta di te

Non c'è, non c'è il profumo della tua pelle
Non c'è, il respiro di te sul viso
Non c'è, la tua bocca di fragola
Non c'è, il dolce miele dei tuoi capelli
Non c'è, che il veleno di te sul cuore
Non c'è, via d'uscita per questo amore
Non c'e, non c'è vita per me, più
Non c'è, non c'è altra ragione che mi liberi l'anima

Incatenata a notte di follia
Anche in prigione me ne andrai per te
Solo una vita non basta per me
E anche l'estate ha le sue nuvole
E tu sei l'uragano contro me
Strappando I sogni nei giorni miei te ne sei andato di fretta perché

Non c'è, non c'è il veleno di te sul cuore
Non c'è, via d'uscita per questo amore
Non c'è, non c'è vita per me, più
Non c'è, non c'è altra ragione per me

Se esiste un dio no può scordarsi di me anche se
Fra lui e me c'è un cielo nero nero senza fine
Lo pregherò, lo cercherò e lo giuro ti troverò
Dovessi entrare in altre dieci cento mille vite
In questa vita buia senza di te sento che
Ormai per me sei diventato l'unica ragione
Se c'è un confine nell'amore giuro lo passerò
E nell'imenso vuoto di quei giorni senza fine ti amerò
Come la prima volta a casa tua
Ogni tuo gesto mi portava via
Sentivo perdermi dentro di te

Non c'è, non c'è il profumo della tua pelle
Non c'è, il respiro di te sul viso
Non c'è, la tua bocca di fragola
Non c'è, il dolce miele dei tuoi capelli
Non c'è, non c'è il veleno di te nel cuore
Non c'è, via d'uscita per questo amore
Non c'è, non c'è vita per me, più
Non c'è, non c'è altra ragione per me

Non c'è, non c'è
Non c'è, non c'è
Non c'è, non c'è

Não Ter

Você não responde mais ao telefone
Pendente a um fio, toda esperança minha
Eu nunca teria acreditado que pudesse perder a cabeça, por você
E de repente você escapou
Deixando um vazio em minha vida
Sem respostas aos meus 'por quês' agora o que me resta de você

Não ter... não ter o perfume de sua pele
Não ter... a respiração de você no rosto
Não ter... sua boca de morango
Não ter... o doce mel de seu cabelo
Não ter... seu veneno no coração
Não ter... o caminho de saída para este amor
Não ter... não ter mas vida para mim.. mais,
Não ter... não ter alguma outra razão que livre a alma...

encantada em uma noite de loucura
Até na prisão eu irei por você
Só uma vida não é bastante... para mim
Se até o verão tem suas nuvens
E você é um furacão contra mim
Pulando os sonhos dos meus dias você foi embora depressa porque

Não ter... seu veneno no coração
Não ter... o caminho de saída para este amor
Não ter... vida para mim, mas
Não ter... outra razão para mim....

Se um Deus existe, não pode se esquecer de mim mesmo se
Entre eu e ele há um céu obscuro sem fim
Eu o implorarei, eu o procurarei e eu juro, eu acharei você
Até mesmo se eu tive que entrar em outros cem mil anos de vida
Nesta vida de escuridão sem você, eu sinto que
Até agora, para mim você se tornou a única razão
Se houver uma barreira no amor, eu juro, eu passarei
No imenso vazio de dias sem fim te amarei
Como na primeira vez em sua casa
Todo seu gesto me trouxe fora de si
Eu sentia me perder... dentro de você

Não ter... não há o perfume de sua pele
Não ter... a sua respiração no rosto
Não ter... sua boca de morango
Não ter... o doce mel de seu cabelo
Não ter... seu veneno no coração
Não ter... o caminho de saída para este amor
Não ter... vida para mim, mas
Não ter... outra razão para mim....

Não ter... não ter...
não ter... não ter...
Não ter... não ter...

Composição: Angelo Valsiglio / Freddy Cavalli · Esse não é o compositor? Nos avise.
Traduzida por .Steve_Riley., Legendado por Salgado
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música
feedback