16/5/74

Laura Pausini

exibições 57.589

16/5/74

La notte se ne va
E siamo ancora qui
Un po' disfatti ma
Randagi e liberi
Con l'anima che sta
In equilibrio sopra il mondo

La macchina che va
E inarrestabili
Noi sopra la città
Ribelli e zingari
Cercando verità
Ed un'emozione che ci dia
Tutta l'energia
Per non fermarsi e accelerare

È un mondo che si muove
Ma non sa bene dove
È fatta come me, e la mia generazione
Ed ha le sue parole, per raccontarsi il cuore
Messaggi in codice scritti sopra I muri di città

E ci si incontra poi
Per strada e dentro I bar
Per stare tra di noi
Sentirci liberi
Da questa realtà
Che non sa più comprendere
Nemmeno la metà
Di tutto quello che hai nel cuore

Rit.: E un mondo che si muove
In ogni direzione
È fatta come me, è la mia generazione
Ed ha sempre una canzone per scogliere il dolore
Messaggi in codice dedicati in una notte di città

Gli stessi occhi, lo stesso cuore
Di una generazione fatta come me
La stessa pioggia, lo stesso sole
Tu sai che un'altra come questa no, non c'è

È un'onda di marea, che spezza gli argini
E cerca una risposta dentro se
E basta quest'idea per riconoscersi
Da un gesto e da uno sguardo che
Da solo parla già di noi

La stessa rabbia
Lo stesso amore
Di una generazione
Fatta come me
Gli stessi sogni
Stesso dolore
Perché sai un'altra
Come questa no
Non c'è
Gli stessi occhi
Lo stesso cuore
Di una generazione
Fatta come me
La stessa pioggia
Lo stesso sole
Tu sai un' altra
Come questa
No, non c'è

16/5/74

A noite se vai
E estamos ainda aqui
Um pouco cansados mas
Errantes e livres
Com a alma que está
Em equilíbrio sobre o mundo

A carro que vai
E permanecemos
Nós sobre a cidade
Rebeldes e ciganos
Procurando verdade
E uma emoção que nos dê
Toda a energia
Para não parar e acelerar

É um mundo que se move
Mas não sabe bem onde
É feita como eu, é a minha geração
E há as suas palavras, para contar ao coração
Mensagens em código escritas sobre os muros da cidade

E nos encontramos depois
Pela estrada e dentro dos bares
Para estar entre nós
Nos sentir livres
Desta realidade
Que não sabe mais compreender
Nem mesmo a metade
De tudo aquilo que há no coração

É um mundo que se move
Em cada direção
É feita como eu, é a minha geração
E há sempre uma canção para liberar a dor
Mensagens em código dedicadas numa noite na cidade

Os mesmos olhos, o mesmo coração
De uma geração feita como eu
A mesma chuva, o mesmo sol
Você sabe que uma outra como esta não, não há

É uma onda do mar, que quebra as barreiras
E procura uma resposta dentro de si
E basta esta idéia para reconhecer
Um gesto e um olhar que
Sozinho já fala por nós

A mesma raiva
O mesmo amor
De uma geração
Feita como eu
Os mesmos sonhos
Mesma dor
Porque, sabe, uma outra
Como esta não
Não há
Os mesmos olhos
O mesmo coração
De uma geração
Feita como eu
A mesma chuva
O mesmo sol
Você sabe uma outra
Como esta
Não, não há

Composição: Testo: Cheope / Mùsica : C.carella · Esse não é o compositor? Nos avise.
Traduzida por .Steve_Riley., Legendado por Salgado
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música feedback