La Soledad

Laura Pausini

exibições 427.004

La Soledad

Marco se ha marchado para no volver
El tren de la mañana llega ya sin él
Es sólo un corazón con alma de metal
En esa niebla gris que envuelve la ciudad
Su banco está vacío, marco sigue en mí
Le siento respirar, pienso que sigue aquí
Ni la distancia enorme puede dividir
Dos corazones y un solo latir

Quizá si tú piensas en mí
Si a nadie tú quieres hablar
Si tú te escondes como yo
Si huyes de todo y si te vas
Pronto a la cama sin cenar
Si aprietas fuérte contra tí
La almohada y te echas a llorar
Si tú no sabes cuanto mal
Te hará la soledad

Miro en mi diario tu fotografía
Con ojos de muchacho un poco tímido
La aprieto contra el pecho y me parece que
Estás aquí entre inglés y matemáticas
Tu padre y sus consejos que monotonía
Por causa del trabajo y otras tonterías
Te ha llevado lejos sin contar contigo
Te ha dicho: "un día lo comprenderás"

Quizá si tú piensas en mí
Con los amigos te verás
Tratando sólo de olvidar
No es nada fácil la verdad
En clase ya no puedo más
Y por las tardes es peor
No tengo ganas de estudiar
Por tí mi pensamiento va
Es imposible dividir así la vida de los dos
Por eso espérame cariño mio
Conserva la ilusión

La soledad entre los dos
Este silencio en mi interior
Esa inquietud de ver pasar así la vida sin tu amor
Por eso, espérame porque
Esto no puede suceder
Es imposible separar así la historia de los dos

La soledad entre los dos
Este silencio en mi interior
Esa inquietud de ver pasar así la vida sin tu amor
Por eso, espérame porque
Esto no puede suceder
Es imposible separar así la historia de los dos
La soledad

A Solidão

Marco foi embora para não voltar
No trem que saiu de manhãzinha agora volta sem ele
É só um coração com alma de metal
Nessa neblina cinza que cobre a cidade
Seu banco está vazio, Marco está em mim
Eu o sinto respirar como se ele ainda estivesse aqui
Nem a distância enorme pode dividir
Dois corações que pulsam como um só

Quem sabe se você pensa em mim
Se com ninguém você quer desabafar
Se você se esconde feito eu
Se você foge de tudo e vai
Logo para cama sem jantar
Se você aperta forte contra si
O travesseiro e começa a chorar
Se você não sabe o quanto mal
Te causará a solidão

Olho em meu diário tenho uma foto sua
Com olhos de rapaz um pouco acanhado
Eu a aperto contra o seio e acho que
Você está aqui entre inglês e matemática
Seu pai e seus conselhos, que chatice!
Por causa do trabalho e outras futilidades
Te afastou de mim sem o seu consentimento
Te disse: "-Um dia você compreenderá tudo isso"

Quem sabe se você pensa em mim
Com os amigos eu te verei
Pensando apenas em me esquecer
Não é nada fácil a verdade
As salas de aulas não tolero mais
E minhas notas vão de mau a pior
Não tenho ânimo de estudar
Por você o meu raciocínio falha

É impossível dividir assim a vida de nós dois
Por isso, me espere, carinho meu
Conserva a ilusão

A solidão entre nós dois
Este silêncio em meu interior
Essa inquietude de ver passar assim a vida sem seu amor
Por isso, me espere porque
Isto não pode acontecer
É impossível dividir assim a história de nós dois

A solidão entre nós dois
Este silêncio em meu interior
Essa inquietude de ver passar assim a vida sem seu amor
Por isso, me espere porque
Isto não pode acontecer
É impossível dividir assim a história de nós dois
A solidão

Composição: Angelo Valsiglio / J. Badia · Esse não é o compositor? Nos avise.
Traduzida por Di, Legendado por D., nathy... e mais 2
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música
feedback