Há Muito Tempo Atrás

Lauriete

exibições 7.851

Eu era um Bartimeu,
Eu era um cego a beira do caminho, mendigando o pão
Eu era um Lázaro,
Estava morto já fazia alguns dias, mas vi a ressurreição
Eu era tão triste,
Como o pai do filho pródigo se sentiu ali,
Vendo seu filho longe
Eu também vi a felicidade
Sempre fugindo de mim
Eu era como Pedro,
Nas horas mais difíceis da minha vida
Eu neguei Jesus
Eu fui um Judas eu traía quem me amava
Eu fui a culpa de uma cruz que carregava
Também não pude ser um certo Sirineu para O ajudar ali
Em meio ao povo eu dizia: "Soltem Barrabás!"
Eu procurava o castigo renunciando a paz
Eu fui ingrato quando não quis aceitar Jesus
Há muito tempo atrás...

Como sempre perseguia eu era um Saulo no passado
Mas hoje sou perseguido, pois me transformei num Paulo
E o cego que mendigava, hoje não mendiga mais
Da morte fui ressuscitado, ela já ficou pra trás
A felicidade agora já voltou pra minha casa
Lá tem festa todo dia, hoje não me falta nada
E o Pedro que negava hoje é um pregador
E o Judas que traía já se suicidou.

Eu fui um Judas eu traía quem me amava
Eu fui a culpa de uma cruz que carregava
Também não pude ser um certo Sirineu para O ajudar ali
Em meio ao povo eu dizia: "Soltem Barrabás!"
Eu procurava o castigo renunciando a paz
Eu fui ingrato quando não quis aceitar Jesus
Há muito tempo atrás...

Como sempre perseguia eu era um Saulo no passado
Mas hoje sou perseguido, pois me transformei num Paulo
E o cego que mendigava, hoje não mendiga mais
Da morte fui ressuscitado, ela já ficou pra trás
A felicidade agora já voltou pra minha casa
Lá tem festa todo dia, hoje não me falta nada
E o Pedro que negava hoje é um pregador
E o Judas que traía já se suicidou.

A felicidade agora já voltou pra minha casa
Lá tem festa todo dia, hoje não me falta nada
E o Pedro que negava hoje é um pregador
E o Judas que traía já se suicidou.

Há muito tempo atrás...

Terra Música
feedback