Letras de músicas - Letras.mus.br

O Diário de Um Leproso

Leandro Borges

Ninguém me tocou | Ninguém me abraçou | As feridas se formaram em meu corpo | E pouco e a pouco | Começaram me evitar... | Ninguém me tocou | Nem sequem um aperto de mão | Quando passava pelas ruas | Minha presença incomodava | E alguém gritava, dizendo assim: "Leproso, imundo!" | Escondiam seus filhos pra não me ver | De mim se afastavam só pra não correr o risco de se descuidar e em mim me barrar | Ninguém me tocou até hoje... |

Porque hoje aconteceu algo bem diferente,
Encontrei na escada um Homem cercado por muita gente,
Em meio às feridas, nasceu a fé e então eu gritei:
"Mestre, se quiseres, torna-me limpo"...

E quando me viram, todos deram um passo pra trás,
Ele foi diferente, começou caminhar em minha direção,
Esconderam Sua Face, mas Ele olhou dentro dos meus olhos,
E eu senti o Seu Amor como um Rio me inundando...

E Ele me tocou... E disse: "Eu quero. Seja limpo!"
E agora eu posso testemunhar:
"Eu estou curado, eu estou curado",
Ainda posso lembrar do Amor e Seu olhar,
Quando de mim se aproximado...
Somente um toque... Um simples toque,
A Mão que criou as estrelas,
Não se importou com as minhas feridas,
E me tocou, Jesus me tocou...

E quando olhei, eu não encontrei mais feridas em mim,
Quem se afastava, agora sorrindo vem me abraçar,
Eu ando na rua e os meus vizinhos me apertam a mão,
Os meus filhos me beijam e eu sento à mesa pra partir o pão...
E quando caminho, eu piso e sinto o chão sob os meus pés,
Eu entro no templo e com alegria eu louvo ao Senhor,
Maior que a cura foi o amor que por mim demonstrou,
Poderia curar-me com uma Palavra, mas me tocou...

Jesus me tocou... Ele me tocou
Eu estou curado!

7.838 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais