Carne de Pescoço

Léo Canhoto e Robertinho

exibições 1.097

Senta aqui perto de mim precisamos conversar
Me conta que história é essa de você me abandonar
Certa vez você jurou para sempre me amar
Hoje vem com esse papo que você vai me deixar
Eu viva no meu canto você veio me amolar
Prometeu-me seu carinho agora quer se mandar
Minha cama j a não serve para você se deitar
Não cometa essa besteira
Se não e minha peixeira vai ter muito que cortar.

Quando tinha carne seca, milho verde e mocotó
Rapadura e muito leite uns franguinho carijó
Você não abria o bico não dizia nenhum ó
Hoje que tudo acabou você quer me dar um nó
Não preciso da tua ajuda não quero que tenha dó
Quero que honre seu nome não deixa que eu sofra só
Não coloque em minha boca o gosto amargo do jiló
Você tem que agüentar
Se não eu boto pra quebrar, te meto a foice no gogó.

Hoje que eu me apaixonei você manda chumbo grosso
O maior que estou sentindo por você é um colosso
Comeu da minha comida bebeu água do meu poço
Chupou fruta madura agora coma o caroço
Meu pobre coração até parece um ipê roxo
Batendo revoltado quer fazer um alvoroço
Acabou-se a vaca gorda só resta pelanca e osso
Quem comeu filé mignon
Agora tem obrigação de comer carne de pescoço.

Terra Música
feedback