Rhinestone

Linkin Park

exibições 5.753

Rhinestone

From the top to the bottom
Bottom to top I stop
At the core of the rotton
Stopping just what I thought
The sun has escaped us
So I'm bright in the sky
And I'm far from rapist
Look at why did try
From the top to the bottom
Bottom to top I stop
At the core of the rotton
Stopping just what I thought
The sun has escaped us
So I'm bright in the sky
And I'm far from rapist
Look at why did try

From the thread to the needle, middle to end
When skies cock back and shock that which couldn't defend
The rain then sends, dripping acidic questions
Forcefully, the power of suggestion
Then with the eyes tightly shut looking through the rust and rotten dust
A spot of light floods the floor
And pours itself upon a world of pretend
Then the eyes ease open and it's dark again

From the top to the bottom
Bottom to top I stop
At the core of the rotton
Stopping just what I thought
The sun has escaped us
So I'm bright in the sky
And I'm far from rapist
Look at why did try
From the top to the bottom
Bottom to top I stop
At the core of the rotton
Stopping just what I thought
The sun has escaped us
So I'm bright in the sky
And I'm far from rapist
Look at why did try

In a minute you'll find me
Eyes burn me up
You say you'll never forget me
But the lies have piled up

Moving all around
Screaming of the ups and downs
Pollution manifested in perpetual sound
And as wheels go round the sunset creeps past the
Street lamps, cars, chain-links, and concrete
A window then grows and captures the eye
Crys out yellow light as it passes it by
A small black figure sits in front of a box
Inside a box of rock with the needles on top
Nothing stops in this land of the chain
The brains lose not knowing they were part of the game
And the insides go but the box stays the same
And shame, shovel up the pieces to the pain
You could try to hide yourself in the world of pretend
But when the paper's crumbled up it can't be perfect again

From the top to the bottom
Bottom to top I stop
At the core of the rotton
Stopping just what I thought
The sun has escaped us
So I'm bright in the sky
And I'm far from rapist
Look at why did try
From the top to the bottom
Bottom to top I stop
At the core of the rotton
Stopping just what I thought
The sun has escaped us
So I'm bright in the sky
And I'm far from rapist
Look at why did try

In a minute you'll find me
Eyes burn me up
You say you'll never forget me
But the lies have piled up

Yeah, I got you caught in the act
You better step back
Telling me that
I'm seein' right through you (repeat x7)

In a minute you'll find me
Eyes burn me up
You say you'll never forget me
But the lies have piled up

(In a minute you'll find me
Eyes burn me up
You say you'll never forget me
But the lies keep piling up)

Rhinestone

De cima para baixo
De baixo para cima eu paro
No caroço da podridão
Paro simplesmente o que pensei
O sol escapou de nós
Então eu passo a ser o brilho do céu
E estou longe de ser um violador
Veja o porquê de se ter tentado
De cima para baixo
De baixo para cima eu paro
No caroço da podridão
Paro simplesmente o que pensei
O sol escapou de nós
Então eu passo a ser o brilho do céu
E estou longe de ser um violador
Veja o porquê de se ter tentado

Do fim da agulha, falta metade para chegar o fim
Quando os céus se levantam e se chocam com o que não pode se defender
A chuva então envia perguntas ácidas gotejando
Vigorosamente, o poder da sugestão
Então com os olhos firmemente fechados olhando através da ferrugem
Uma mancha de inundações claras no chão
E que se coloca num mundo falso
Então os olhos ficam aliviados quando abertos e fica escuro novamente

De cima para baixo
De baixo para cima eu paro
No caroço da podridão
Paro simplesmente o que pensei
O sol escapou de nós
Então eu passo a ser o brilho do céu
E estou longe de ser um violador
Veja o porquê de se ter tentado
De cima para baixo
De baixo para cima eu paro
No caroço da podridão
Paro simplesmente o que pensei
O sol escapou de nós
Então eu passo a ser o brilho do céu
E estou longe de ser um violador
Veja o porquê de se ter tentado

Em um minuto você me achará
Os olhos me queimam
Você diz que nunca me esquecerá
Mas as mentiras se acumularam

Mexendo em tudo ao redor
Gritos de altos e baixos
Poluição manifestada num som perpétuo
E enquanto as rodas vão, o pôr do sol rasteja para além
Dos postes, carros, correntes e concreto
Surge então uma janela e capta
O olho chora pela luz amarela como se ela o ultrapassasse
Uma pequena figura negra senta em frente a uma caixa
Dentro de uma caixa de pedra com as inutilidades sobre ela
Nada termina nessa terra de cadeias contínuas
As mentes perdem sem saber que elas faziam parte do jogo
E o interior vai mas dentro da caixa permanece o mesmo
E envergonhados, removem os pedaços da dor
Você pode tentar se esconder no mundo das pretensões
Mas quando o papel é amassado ele não pode ser perfeito outra vez

De cima para baixo
De baixo para cima eu paro
No caroço da podridão
Paro simplesmente o que pensei
O sol escapou de nós
Então eu passo a ser o brilho do céu
E estou longe de ser um violador
Veja o porquê de se ter tentado
De cima para baixo
De baixo para cima eu paro
No caroço da podridão
Paro simplesmente o que pensei
O sol escapou de nós
Então eu passo a ser o brilho do céu
E estou longe de ser um violador
Veja o porquê de se ter tentado

Em um minuto você me achará
Os olhos me queimam
Você diz que nunca me esquecerá
Mas as mentiras se acumularam

Yeah, peguei você no ato
É melhor você seguir seu caminho de volta
Me dizendo que
Estou vendo bem por causa de você (repete 7x)

Em um minuto você me achará
Os olhos me queimam
Você diz que nunca me esquecerá
Mas as mentiras se acumularam

(Em um minuto você me achará
Os olhos me queimam
Você diz que nunca me esquecerá
Mas as mentiras se acumularam)

Terra Música feedback