exibições 15.104

Uno

Uno busca lleno de esperanzas
el camino que los sueños
prometieron a sus ansias
sabe que la lucha es cruel y es mucha
pero lucha y se desangra
por la fe que lo empecina

Uno va arrastrándose entre espinas
y en su afán de dar su amor
sufre y se destroza hasta entender
que uno se ha quedado sin corazón

Precio de castigo que uno entrega
por un beso que no llega
o un amor que lo engañó
vacío ya de amar y de llorar
tanta traición.

Si yo tuviera el corazón
el corazón que di
si yo pudiera como ayer
querer sin presentir

Es posible que a tus ojos
que me gritan su cariño
los cerrara con mis besos
sin pensar que eran como esos
otros ojos, los perversos,
los que hundieron mi vivir

Si yo tuviera el corazón
el mismo que perdí
si olvidara a la que ayer
lo destrozó y pudiera amarte
me abrazaría a tu ilusión
para llorar tu amor

ALGUÉM

Alguém, busca cheio de esperanças
O caminho que os sonhos
Prometeram às suas ânsias
Sabe, que a luta é cruel, e é muita
Mas luta e sangra
Pela fé que o impulsiona

Alguém se arrasta entre os espinhos
E no afã de dar seu amor
Sofre e se espedaça até entender
Que alguém ficou sem coração

Preço de castigo que alguém paga
Por um beijo que não acontece
Um amor que o enganou
Já está vazio de amar e chorar
Tanta traição

Se eu tivesse o coração
O coração que te dei
Se eu pudesse como antes
Querer sem presentir

É possível que os teus olhos
Que me intuem aos seus carinhos
Os feche com meus beijos
Sem pensar que eram como esses
Outros olhos, os perversos
Os que afundaram minha vida

Se eu tivesse o coração
O mesmo que perdi
Se esquecesse a que antes
O destruiu e pudesse te amar
Me envolveria a sua ilusão
Para chorar, o seu amor...

Composição: Enrique Santos Discépolo / Mariano Mores · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por carolmedeiros, Traduzida por ac.anolasco, Legendado por tonnba.serafin
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música feedback