Rio de Janeiro II

MAG

exibições 63.738

No rio de janeiro é samba, funk e mulher
E quem tiver dinheiro, faz o que quiser
Praia o dia inteiro, escolhe a puta q tu quer
Aqui é igual miami ou não é (bem vindo ao Rio de Janeiro)

Gringo quer la puta, mag quer dinheiro
Me entende, me escuta, mulata quer fazer cruzeiro
Me paga em dólar, euro, te levo no puteiro
Mi casa, tu casa, bem vindo, mi companheiro

No rio de janeiro é samba, funk e mulher
E quem tiver dinheiro, faz o que quiser
Os gringo paga em euro, e come as puta que eles quer
Aqui é igual miami ou não é

Gringo tá de férias, gringo é maconheiro
Aqui gringo é rei, se gringo tiver dinheiro
Ti levo em baile funk, no morro, no samba
Quero que tu te sinta em casa, mi casa rio de janeiro

É domingo e o sol atravessa a cortina
Na cama uma puta com o rabo pra cima
Só clara de ovo, blanque, proteína
E simbora pra praia, essa é a minha rotina

As puta cavala quer tudo de graça
Eu não fico por baixo ainda to na carcaça
De dia nas praia, de noite nas praça
As putas das nights, se monta pra caça

Nas academia, a renda é certa
As puta no leg, com a xota aberta
Pra que se discreta, melhor ser esperta
Ela cuida do cú, e eu faço a oferta

O golpe da bunda, inclui virar mãe
Ganhar cobertura com ouro e champanhe
Por isso ela malha, vadia trabalha?
Piranha viaja pra Londres, Itália

No asfalto os mulekes quer ostentação
Blefa de malote e paga de ladrão
Com roupa de marca, uísque na mão
Geral deslumbrado na vacilação

Na linha amarela eu colo o ponteiro
Bandido eu tô, no Rio de Janeiro
Onde o dinheiro, fala primeiro
O corpo em segundo, e o carro em terceiro

Minha vida hoje em dia, parece um cinema
10 putas no méier, 50 em Ipanema
Não toco na rádio, mais eu faço a cena
Eu soco nas loira, e no cu das morena

Na blitz os buxa, quer fazer lei seca
Implica com tudo, o xenom e as corneta
Lamento cuzão, só vivo careta
Num bebo, num fumo, só como buceta
No banco de traz uma loira, e uma preta
No banco da frente uma toca punheta
Meu carro é meu quarto, aqui é minha treta
Não como novinha, não meto em ninfeta

No rádio é Keyshia, K-Ci, R&B
No funk desculpa é só Stevie B
Pros manos de lá, pros manos daqui
Pras puta de cá, pras bitches dali

Dinheiro faz bem, mais menos que xota
Se deus me levar, bateu minha cota
Meu show é real, por isso ele lota
Só ando sozinho, não ando em patota

Eu abro a porta, eu puxo a cadeira
Se ganho um boquete, eu abro a carteira
Já com 36, sou um bom vivant
Romântico e puto, como um Don Juan

Me passo de otário, calado observo
Depende do dia, as vezes relevo
Odeio fofoca, mano caloteiro
Eu não sô trilhonário, mas tenho dinheiro
As vezes na pista, as vezes caseiro
Eu não tenho inveja de nenhum bicheiro
Se ele tem mais, ele é o primeiro
O crime em segundo, eu em terceiro

Na barra as fudidas se passa de paty
Cachorro de raça num late (é memo)
Num sô vira-lata, e conheço biscate
Que paga boquete pra anda de iate

Num porto malote, num fico de sete
Minha moto no engate, dus pika um jet
As puta de elite, posou em que sete
As puta fudida, de Avon e Hornet

Das 5 às 7 meu hobby é o tatame
Das 11 em diante pra barra, miami
Esse é meu roteiro, com a rima eu narro
Já andei a pé, mas hoje de carro

Só pago a vista, não pago com cheque
Odeio sujeira, barulho e moleque
Evito boate, então não frequento
Minha disciplina é igual de um detento

Bom dia, boa tarde, sou como um milorde
Pra quem vem dá rua, já é um recorde
Não corto cabelo, mas eu sô mais homem
Do que boy viado que malha o abdômen
Que come arrombado e se passa de bobo
Que dá e come rabo, pra posar na globo

Ninguém manda aqui, quem manda é o dinheiro
Assim é o brasil, é o Rio de Janeiro
Ninguém acha onda, ser boy cachaceiro
Um salve pros mano humilde e guerreiro

São preto de elite, que tem etiqueta
Que comeu as branca, e colou com uma preta
Que veio da rua, e morou na sarjeta
Que hoje é sucesso e ainda paga gorjeta
Eu moro no rio, esse é o meu planeta
Onde o fanfarrão não larga a chupeta
Se aqui é o inferno, o boy é o capeta
Que bebe de tudo, e rodo na lei seca

Com bafo de álcool, é o fim da revista
É carro pro pátio, e só lá pista

A noite é implacável, só tem charlatão
Que faz e acontece, paga de patrão
Pros gringo é um parque de diversão
Que chega com dólar e euro na mão
Eu vou reclamar, é claro que não
Sozinho eu não faço revolução
Se nego quer festa, quer ostentação
Se foda geral, to na contenção
Aro 23 socado no chão
Um banco de couro e mais 4 cartão

Num chama atenção, mas quero dinheiro
Miami é o caralho isso é o rio de janeiro

No rio de janeiro é samba, funk e mulher
E quem tiver dinheiro, faz o que quiser
Praia o dia inteiro, escolhe a puta q tu quer
Aqui é igual miami ou não é (bem vindo ao Rio de Janeiro)

Gringo quer la puta, Mag quer dinheiro
Me entende, me escuta, mulata quer fazer cruzeiro
Me paga em dólar, euro, te levo no puteiro
Mi casa, tu casa, bem vindo, mi companheiro

No rio de janeiro é samba, funk e mulher
E quem tiver dinheiro, faz o que quiser
Os gringo paga em euro, e come as puta que eles quer
Aqui é igual miami ou não é

Gringo tá de férias, gringo é maconheiro
Aqui gringo é rei, se gringo tiver dinheiro
Ti levo em baile funk, no morro, no samba
Quero que tu te sinta em casa, mi casa rio de janeiro

Recreio, upp, Copa, Leblon
O sol tá trincando, mais tarde tem show
Puta na cama, na van, e no rádio
Pagaram o cachê, tem show no ginásio

Um dia no estádio, se deus quiser
Dinheiro é bom, e compra o que quer
Ilude as mulher, compra os amigo
Ajuda quem é, e fode o inimigo

Mocinho ou bandido, eu fico indeciso
Buceta e comida, que mais que eu preciso?

Aqui é um lugar, prum cara exigente
Os rabo mais lindo, as xota mais quente
Na hidromassagem as puta se sente
Eu soco no cu e elas viram cliente

Quem paga piranha assina falência
Às vezes é bom ter fama influência
As vaca se esfrega, na night se entrega
Não faço só rap, escrevi pega-pega

Produzo funkeiro, autor do Bom Gosto
Não perco mais tempo, parado no posto
Ajudo os humilde, humilho quem mente
Produzo pros gringo, e pra Cláudia Leitte
Às vezes não encontro mais nada de racha
Você com 3 meias, descansa e relaxa

Abaixa, desce, sobe, vai, rebola na minha cara
Pisca o cu, que eu canto mama, e ainda gozo na sua cara
Não peço nada pra minha mãe, não puxo o saco de ninguém
Se os mulekes hoje me ama, é porque sabe quem é quem

Minha moto é tipo um cavalo alado
Na linha amarela só ando rasgado
Corto relação, e ponteiro cravado
Xenon, toca preta, e escape cromado

Na linha vermelha, a chapa é mais quente
Só 157, vô sem capacete
Os fã só acena na figuração
Meu filme é na mente, na imaginação

Ipod ligado, no som rebaixei
No bolso do lado, 2 notas de 100
Sem placa de novo, no erro outra vez
Se os homi enquadra, eu divido por 3

Vo chegando na Dutra, um cardume de puta
Escolho a mais vaca, e depois kama sutra
Sento na garupa, vai ter que mamar
Do jeito que chupa, vou me apaixonar
Num é porque é puta, que vô esculachar
Se kikar gostoso, vô tenta goza

Preta, cavala, trepada, uma foda
Preto educado com grana incomoda
Língua, na xota, no cu e no grelo
Tapa na cara puxão de cabelo
Boquete de vaca, me sinto até fraco
Mamou na cabeça e cuspiu no meu saco
Mulher é objeto, uma vai outra vem
10 notas de 100, e sou sheik no harém

No túnel rebouças, os boy quer enrosca
Alerta dois ronco, vou atropelar,
Os mulekes gasta, é final do mês
Os humildes a pé, e os playboy de R6

Tem copa os gringo vieram pras férias
Pra comer piranha, e sair da miséria
Dólar e euro, é só putaria
Samba e mulata, funk e orgia

Apologia, swing, puteiro
Miami é o caralho, isso é o rio de janeiro

Já tentei falar, já fiz meu protesto
O que os gringo ver, eles contam pro resto
Meu nome é Mag, sou réu e confesso
Seria idiota pra ser desonesto
De bobo só me comunico com gesto
Se eu falo as verdade, ai eu não presto
Dá porco a lavagem, e eu vendo o ingresso
Cês quer ouvir funk, eu dou mais um sucesso

Shopping, churrasco, só puta na praia
Short cravado, tomara-que-caia
No meu DVD só rap de elite
No retrovisor, Hornet, Bandit
Bm, Ferrari, Mercedes Benz
Audi, BM, x5, x6
Honda, Pili, Yamaha, Ducati
Suzuki, Draianf, Kawasaki

Hoje eu banco o banquete, e eu quero sushi
Dema, kishimegi, mira, sashimi,
Cardápio do mês, chinês, japonês
"Do you speak english" ou só português
Tênis, discreto, perfume francês
Camisa de baile, um cordão libanês
Eu não sei GTA, só jogo xadrez
Meu DNA é enjoado, e burguês

Sou simples com quem, é simples comigo
Marrento com quem quer pagar de bandido
A noite promete, eu compro meu passe
Só cliente vip, na primeira classe

Poucos amigos, muita piranha
Jazz e flamenco, lá moda da Espanha
Os rappers num entende, as puta me estranha
Quem sabe chegar na humildade me ganha
Não é só pela grana, num é só pela fama
Talvez pelas puta, deitada na cama
Num tô em miami, num rasgo dinheiro
Mas eu tiro onda no rio de janeiro

No rio de janeiro é samba, funk e mulher
E quem tiver dinheiro, faz o que quiser
Praia o dia inteiro, escolhe a puta q tu quer
Aqui é igual miami ou não é (bem vindo ao Rio de Janeiro)

Gringo quer la puta, Mag quer dinheiro,
Me entende, me escuta, mulata quer fazer cruzeiro
Me paga em dólar, euro, te levo no puteiro
Mi casa, tu casa, bem vindo, mi companheiro

No rio de janeiro é samba, funk e mulher
E quem tiver dinheiro, faz o que quiser
Praia o dia inteiro, escolhe a puta q tu quer
Aqui é igual miami ou não é (bem vindo ao rio de janeiro)

Terra Música
feedback