Fiesta Pagana

Mago de Oz

exibições 12.019

Fiesta Pagana

¡Yeah!

Cuando despiertes un día
Y sientas que no puedes más
Que en el nombre del de arriba
Tu vida van a manejar

Si sientes que el miedo se pega a tu piel
Por ser comunero y justicia querer
Si te rindes hermano, por ti nunca pensarás

Cuando vayan a pedirte
Los diezmos a fin de mes
Y la santa inquisición
Te "invite" a confesar

Por eso amigo tú alza la voz
Di que nunca pediste opinión
Si es verdad que existe un dios
Que trabaje de sol a sol

Ponte en pie
Alza el puño y ven
A la fiesta pagana
En la hoguera hay de beber

De la misma condición
No es el pueblo ni un señor
Ellos tienen el credo
Y nosotros nuestro sudor

Si no hay pan para los tuyos
Y ves muy gordo al abad
Si su virgen viste de oro
Desnúdala

Cómo van a silenciar
Al jilguero o al canario
Si no hay cárcel ni tumba
Para el canto libertario

Ponte en pie
Alza el puño y ven
A la fiesta pagana
En la hoguera hay de beber

De la misma condición
No es el pueblo ni un señor
Ellos tienen el clero
Y nosotros nuestro sudor

Ponte en pie
Alza el puño y ven
A la fiesta pagana
En la hoguera hay de beber

De la misma condición
No es el pueblo ni un señor
Ellos tienen el clero
Y nosotros nuestro sudor

Ponte en pie
Alza el puño y ven
A la fiesta pagana
En la hoguera hay de beber

De la misma condición
No es el pueblo ni un señor
Ellos tienen el clero
Y nosotros nuestro sudor

Cabrones
Aaaaaaaaahh

Festa Pagã

Yeah!

Quando despertares um dia
E sentires que já não aguenta mais
Que em nome do lá de cima
Tua vida estão a manipular

Se sentes que o medo se prega a tua pele
Por ser altruísta e querer justiça
Se te entregas irmão, por si mesmo nunca pensarás

Quando vão a pedir-te
O dízimo ao fim do mês
E a santa inquisição
Te "convida" a se confessar

Por isso amigo erga tua voz
Diz que nuca pedistes opinião
Se é verdade que existe um Deus
Que trabalhe de sol a sol

Erga-te
Levanta teu punho e vem
À festa pagã
Na fogueira hás de beber

Na mesma condição
Não o povo ou um homem
Eles têm o clero
E nós o nosso suor

Se não há pão para os seus
E muito gordo vês o abade
Se sua virgem viste de ouro
Tire a roupa dela

Como irão calar
Ao pintassilgo ou ao canário
Se não há cárcere ou tumba
Para o canto libertário

Erga-te
Levanta teu punho e vem
À festa pagã
Na fogueira hás de beber

Na mesma condição
Não o povo ou um homem
Eles têm o clero
E nós o nosso suor

Erga-te
Levanta teu punho e vem
À festa pagã
Na fogueira hás de beber

Na mesma condição
Não o povo ou um homem
Eles têm o clero
E nós o nosso suor

Erga-te
Levanta teu punho e vem
À festa pagã
Na fogueira hás de beber

Na mesma condição
Não é o povo nem um senhor
Eles têm o clero
E nós o nosso suor

Miseráveis
Aaaaaaaaahhh

Terra Música feedback