Falta Amor

Maná

exibições 19.195

Falta Amor

Hoy ya la libró de comer, pobre niño de la calle
Pero hoy no la libró de dormir, bajo la banca de un parque
No tiene padres ni tutores, ni nadie que lo quiera
Hormigas, moscas y ratones, únicas compañeras
Es que
Falta amor, mucho amor, falta amor
Falta amor

Un pequeño de apenas ocho años, va colgado en el tranvía
A nadie le importa, a nadie le preocupa la caída
O es que le falta edad, o le sobra soledad
(Pero el caso es que el duerme)
Estrechando la gran ciudad
Oh nooo, es que
Falta amor, mucho amor, falta amor
Falta amor

Como dejarles al olvido
Como dejarles sin abrigo
Es imposible ignorarlos.
Y a veces, falta amor, falta amor, falta amor

El niño tiene un guardián flaco, fiel y cariñoso
Un perro callejero, escudero llamado "oso"
No se pueden morir, no dejan de sufrir
Pero juntos se la ingenian, se la rifan para sobrevivir.
Oooh es que
Falta amor, mucho amor, falta amor
Falta amor

Como dejarles al olvido
Como dejarles sin abrigo
Es imposible ignorarlos.
Y a veces, falta amor, falta amor, falta amor

Falta Amor

Hoje já deixou de comer, pobre menino de
rua, mas hoje não deixou de dormir, sob o
banco de um parque, (ele) não tem pais nem
tutores, nem ninguém que o queira
formigas, moscas e ratos, únicas companhias, é que...
falta amor muito amor falta amor
falta amor.

Um pequeno de quase oito años, vai pendurado
no bonde ninguém se importa, ninguém se
preocupa com a queda ou é que falta idade pra ele , ou lhe
sobra solidão (mas o caso é que ele dorme)
apertado na grande cidade Oh nooo, é que...
falta amor muito amor falta amor falta
amor.

Como deixar (as crianças) esquecidas
Como dejá-las sem abrigo
é impossível ignorá-las.
E às vezes, falta amor, falta amor, falta
amor.

O menino tem um guardião magro, fiel e
carinhoso, um cachorro vira-lata, escudeiro chamado
"urso" (eles) não podem morrer, não deixam
de sufrer, mas juntos (eles) criam (coisas), e vendem (elas)
para sobreviver.
Oooh é que...
falta amor muito amor falta
amor falta amor

Como deixar (as crianças) esquecidas
Como dejá-las sem abrigo
é impossível ignorá-las.
E às vezes, falta amor, falta amor, falta
amor.
Falta amor, falta amor, falta amor
Falta amor, falta amor, falta amor
Falta amor, falta amor, falta
y a veces falta amor, falta amor, falta amor
eh, eh, eh, ah, ah, ah.

0 comentários
Terra Música feedback