Perfume Universal

Marcelo Crivella

Ela veio movida na força do amor do seu coração
Sem ser convidada entrou na casa de Simão
Na mão um vaso de mármore
E os olhos molhados de lágrimas
Para entrar na história do amor
Trazendo o perfume para ungir o Nosso Senhor

Horas mais tarde o Senhor foi levado aquela cruz
Havia tantas feridas e ninguém para o ajudar
Mas o vento daquela tarde fria
Soprando em toda colina
Trazia espalhando no ar
O perfume de amor demarrado em Nosso Senhor

Na perseguição que a Universal sofre em todo lugar
Na dor de ver o seu líder levado à prisão
Na força que existe entre nós
Na fé que nos põe de pé
Na união que faz todos irmãos
Ainda existe aquele perfume espalhado no ar
Ainda existe aquele perfume espalhado no ar

No gesto de nossos pastores que deixam tudo e vão
Levados no vento para onde Deus mandar
Na Palavra pregada ao que sofre
Na fé que cura o enfermo
Na oferta trazida ao altar
Ainda existe aquele perfume espalhado no ar
Ainda existe aquele perfume espalhado no ar

Que a Tua Igreja, Senhor, seja sempre este perfume
Que o vento do Teu Espírito há de espalhar
E ainda que em lutas e perseguições
A vida tenhamos que dar
Com certeza pra sempre estará
Aquele Perfume de Amor espalhado no ar
O Perfume Universal que nunca vai acabar

Composição: Marcelo Crivella · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Monique
Legendado por celso peterson
95.320 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais