Quando Uma Lágrima Se Faz Espelho Na Alma

Marcelo Oliveira

Uma lágrima encheu os rios da face
Do bisavô, ao visitar o seu passado
Entre lembranças dissipadas pelo tempo
Iguais retratos que envelhecem, desbotados

E na cacimba de água clara das retinas
Se refletiu aquele tempo que se foi
Do povo índio defendendo a sua terra
Até os tropeiros das canções do êra boi

Falou de escravos derramando suor e sangue
Cercas, mangueiras, levantando em pedras mouras
De mãos rurais antes de lanças e garruchas
Pelos galpões, firmando o pulso nas tesouras

Cordas sovadas pelas mãos de homens campeiros
Cimbrando golpes no sustento dos rituais
As nazarenas nos garrões dos domadores
E as boleadeiras em mundéus para os baguais

E através do espelho da alma pude ver
Que o ancestral e o campo sentem a mesma dor
Feito uma tropa que se vai, gastando léguas
Sem nem saber o que há no fim do corredor

Mirando largo o horizonte dos meus olhos
Sentiu o campo, maltratado em sua essência
Falsos herdeiros reclamando a velha terra
Sem nem notícias das origens ou querência

E viu que os homens continuam sendo escravos
Que há fios de arame no lugar de pedras mouras
Que mãos ociosas erguem foices e bandeiras
Enquanto isso, enferrujam-se as tesouras

Viu os arreios encilhando cavaletes
Sovéus e laços sem espaço pra os pealos
Que, sem garrões, as nazarenas silenciaram
E as boleadeiras se esqueceram dos cavalos

E, através do espelho d'alma, pode ver
Que a tropa anda e mais comprido é o corredor
E que o campo, embora guapo, se ressente
E, sem querer, segue sofrendo a mesma dor

Composição: Adriano Alves / Osmar Proença / Marcelo Oliveira · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Joelson
4.055 exibições
Ver mais fotos
  1. Poema da quinta lua
  2. De Cantar Na Tua Janela
  3. Olhar
  4. Coração de Madeira
  5. Morada
  6. Chorou Bem Mais Meu Coração
  7. Seu Espinho e Flor de Tuna
  8. Quando Uma Lágrima Se Faz Espelho Na Alma
  9. "Campo e Luz"
  10. Canto a Fidelço Pechada
  11. Comparsão de Janeiro
  12. De Saltar Calando
  13. De Alma, Campo e Silêncio
  14. De Amar e Ser
  15. Meus olhos
  16. Ainda Com a Faca Na Mão
  17. No Passo do Tempo
  18. Flor morena de mi alma
  19. Me Procurando
  20. Última tropilha
  21. A Tropa Fez Que Se Ia
  22. Bem querer
  23. Na Moldura da Janela
  24. A Figueira do Cecêu
  25. As Tamancas do Ceceu
  26. Canção de Amor e Saudade
  27. Pra os Olhos De Quem Madruga
  28. Esquivo
  1. Que Mão É Essa
  2. No rincão do bem querer
  3. Quando a Lua Faz Costado
  4. Pra Quando Desencilhar
  5. Feito Um Cincerro de Prata
  6. Flor da Tuna
  7. Frente a Luz Dos Olhos Teus
  8. Romance de Estrada
  9. Num Posto Da Santa Fé
  10. Alpargatita
  11. Cruzando a Estrada
  12. Nos Meus Olhos de Guri
  13. Quem Sabe Na Cruz Sem Nome
  14. "Arma de Guerra"
  15. Milonga em Silêncio
  16. Em Silêncio
  17. Estampa Domingueira
  18. O Mesmo Sol
  19. Nostalgia de Guri
  20. Algum Carinho Nas Mãos
  21. Ritual De Recorrida
  22. Rincão da Alma
  23. Porque Choram As Nazarenas
  24. Bem Pro Sul
  25. Que o campo reze por mim
  26. Quando o junho se entona
  27. Cruzando As Égua No Passo
  28. "De Garrão Limpo No Más"
  1. Quando Entreguei Minha'lma Em Prece Pra Guitarra
  2. Sacrificado
  3. Tranco De Vida
  4. Alma de Juá Florido
  5. Viramundo
  6. Cuñatay
  7. O Mesmo
  8. Tempo Escrito
  9. A Mula do Cecêu
  10. O Último Adeus de Quem ganha o Céu
  11. Chorona
  12. Depois Das Estradas
  13. Campeiros
  14. Erguendo a Pátria Nos Tentos
  15. Camino Del Recuerdo
  16. Gotas de Sal
  17. Gauchada
  18. Sucessão
  19. Terra
  20. Golpeador
  21. Escritos de Terra
  22. Das Confissões De Um Andejo
  23. "Da Estância Véia"
  24. Daquele galpão da infância
  25. Sina das Almas
  26. Mais Um Trago Pro Cecêu
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais