Ten

Metallica

exibições 5.574

Ten

Claustrophobic
Crawl out of this skin
Heart explosive
Reach in, pull that pin

Ain't no one gonna watch the road
Intention reckless
Ain't no one gonna slow the row
Invention reckless

So I cross that line
Pushing myself, daring myself
Scaring myself in the suicide lane

Deadly pulse
Pawing at the wheel
Death Magnetic
Pulling closer still

Ain't no one gonna hold the border
Insanely reckless
Ain't no one gonna give the order
Inanely reckless

So I cross that line
Pushing myself, daring myself
Scaring myself in the suicide lane

I scare myself

Crushing metal, ripping skin
Tossing body mannequin
Splatter blood, bleeding gas

Mangle flesh, snapping spine
Dripping bloody valentine
Shatter face, spitting glass

What makes me drift a little bit closer
Dead man takes the steering wheel
What makes me know it's time to cross over
Dead man takes the steering wheel

See through the skin the bones they all rattle
I start to see the end in me
Flesh falls away the bones they all shatter
I start to see the end in me

Claustrophobic
Crawl out of this skin
Heart explosive
Reach in, pull that pin

Every moment,
Flashed before my eyes
I wake up screaming
Life is undenied

Ain't no one gonna search the record
Intensely reckless
Ain't no one gonna get the message
Inherely reckless

I cross that line
Pushing myself, daring myself
Scaring myself in the suicide lane

Pushing myself in the suicide lane
Daring myself in the suicide lane
Pushing myself in the suicide lane
Daring myself in the suicide lane

Dez

Claustrofóbico
Rasteje para fora dessa pele
Coração explosivo
Alcance, puxe esse pino

Não há ninguém vai prestar atenção na estrada
Intenção de temerário
Não há ninguém vai retardar a linha
Invenção imprudente

Então eu cruzar a linha
Empurrando-me, a ousando-me
Assustando-me na pista de suicídio

Pulso Mortal
manuseio do volante
Morte Magnética
Puxando ainda mais perto

Não há ninguém vai segurar a fronteira
Insanidade imprudente
Não há ninguém vai dar a ordem
Tolice imprudente

Então eu cruzar a linha
Empurrando-me, a ousadia me
Assustar-me na pista de suicídio

Eu assusto-me

Metal esmagador, arrancando a pele
Jogando manequim corpo
Respingos de sangue, sangrando gás

Mangle carne, tirando espinha
Valentim pingando sangue
Rosto quebrado, cuspindo vidro

O que me faz deslocar-se um pouco mais perto
Homem morto me leva ao volante
O que me faz saber que é hora de cruzar
Homem morto me leva ao volante

Veja através da pele os ossos eles chocalham
Eu começo a ver o final em mim
A carne sucumbe os ossos que todos os pedaços
Eu começo a ver o final em mim

Claustrofóbico
Rasteje para fora dessa pele
Coração explosivo
Alcance, puxe esse pino

Cada momento,
Passou diante dos meus olhos
Eu acordava gritando
A vida é inegável

Ninguém vai pesquisar o registro
Intensamente imprudente
Não há ninguém vai receber a mensagem
Inerência imprudente

Eu cruzar a linha
Empurrando-me, a ousadia me
Assustar-me na pista de suicídio

Empurrando-me na pista de suicídio
Ousando-me na pista de suicídio
Empurrando-me na pista de suicídio
Ousando-me na pista de suicídio

0 comentários
Terra Música feedback