Disposable Heroes

Metallica

exibições 47.876

Disposable Heroes

Bodies fill the fields I see, hungry heroes end
No one to play soldier now, no one to pretend
Running blind through killing fields, bred to kill them all
Victim of what said should be
A servant `til I fall

Soldier boy, made of clay
Now an empty shell
Twenty one, only son
But he served us well
Bred to kill, not to care
Do just as we say
Finished here, Greeting Death
He's yours to take away

Back to the front
You will do what I say, when I say
Back to the front
You will die when I say, you must die
Back to the front
You coward
You servant
You blindman

Barking of machinegun fire, does nothing to me now
Sounding of the clock that ticks, get used to it somehow
More a man, more stripes you bare, glory seeker trends
Bodies fill the fields I see
The slaughter never ends

Soldier boy, made of clay
Now an empty shell
Twenty one, only son
But he served us well
Bred to kill, not to care
Do just as we say
Finished here, Greeting Death
He's yours to take away

Back to the front
You will do what I say, when I say
Back to the front
You will die when I say, you must die
Back to the front
You coward
You servant
You blindman

Why, Am I dying?
Kill, have no fear
Lie, live off lying
Hell, Hell is here

I was born for dying

Life planned out before my birth, nothing could I say
Had no chance to see myself, molded day by day
Looking back I realize, nothing have I done
Left to die with only friend
Alone I clench my gun

Soldier boy, made of clay
Now an empty shell
Twenty one, only son
But he served us well
Bred to kill, not to care
Do just as we say
Finished here, Greeting Death
He's yours to take away

Back to the front
You will do what I say, when I say
Back to the front
You will die when I say, you must die
Back to the front
You coward
You servant
You blindman

Back to the front.

Heróis Descartáveis

Corpos enchem os campos que vejo, herois famintos morrem
Não há mais ninguém para brincar de soldado agora, ninguém para fingir
Correndo cego pelos campos da matança, nasci para matar todos eles
Vitima do que disseram que eu iria ser:
Um servo até eu cair

Soldadinho, feito de argila
Agora, uma carapaça vazia
Vinte e um, filho único,
Mas ele nos serviu bem
Nasceu para matar, não para cuidar
Faça apenas o que mandamos,
Terminado aqui, Conheça a morte
Ele é seu, você pode levar embora

Volte ao front de batalha!
Você vai fazer o que eu disser, quando eu disser
Volte ao front de batalha!
Você vai morrer quando eu disser: "Você deve morrer"
Volte ao front de batalha!
Seu covarde!
Seu servo!
Seu cego!

O uivo dos disparos das metralhadoras, não me faz nada agora
O som do relógio que se movimenta, se acostume com ele de algum jeito
Mais um homem, quanto mais "listras", mais glória
Corpos enchem os campos que vejo
O massacre nunca termina

Soldadinho, feito de argila
Agora, uma carapaça vazia
Idade: 21, filho único,
Mas ele nos serviu bem
Nasceu para matar, não para dar a mínima
Faça igual ao que nós mandarmos,
Terminado aqui, Conheça a morte
Ele é seu, você pode levar embora

Volte ao front de batalha!
Você vai fazer o que eu disser, quando eu disser
Volte ao front de batalha!
Você vai morrer quando eu disser: "Você deve morrer"
Volte ao front de batalha!
Seu covarde!
Seu servo!
Seu cego!

Porque, Estou morrendo?
Mate, Não tenha medo
Minta, Faça uma vida de mentiras
Inferno, o Inferno é aqui

Eu nasci para morrer

Minha vida, planejada antes de meu nascimento, nada que eu pudesse opinar
Não tive chance de ver como sou, fui moldado dia após dia
Olho para os dias que se passaram, eu percebo, que nada fiz
Fui deixado para morrer com uma única amiga
Sozinho, seguro minha arma

Soldadinho, feito de argila
Agora, uma carapaça vazia
Idade: 21, filho único,
Mas ele nos serviu bem
Nasceu para matar, não para dar a mínima,
Faça igual ao que nós mandarmos,
Terminado aqui, Conheça a morte
Ele é seu, você pode levar embora

Volte ao front de batalha!
Você vai fazer o que eu disser, quando eu disser
Volte ao front de batalha!
Você vai morrer quando eu disser: "Você deve morrer"
Volte ao front de batalha!
Seu covarde!
Seu servo!
Seu cego!

Volte ao front de batalha!

Composição: James Hetfield / Kirk Hammett / Lars Ulrich · Esse não é o compositor? Nos avise.
Traduzida por .Steve_Riley., Legendado por lucasouza_ e msguitarman
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música
feedback