No teu ventre lúcido, claro, eu quero encerrar-me, ó mãe,
E então dissipar minhas trevas em tua puríssima luz.
Eu quero ser nova semente, eu quero de ti renascer
E ser despertado pra vida, e a vida de cristo viver.

Desenha em mim os teus traços, modela-me em teu coração,
E o que desfigura a beleza retira de mim com tua mão.
Eu quero ser qual teu menino, em sua estatura crescer.
Eu quero ser todo teu, minha mãe. eu quero em teus braços viver.
Todo teu, ó minha mãe, quero ser.

5.618 exibições
Ver mais fotos

Comentários


Quem curte?

Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais