Letras de músicas - Letras.mus.br

Babel

'Cause I know that time has numbered my days
And I'll go along with everything you say
But I'll ride home laughing, look at me now
The walls of my town, they come crumbling down

And my ears hear the call of my unborn sons
And I know their choices colour all I've done
But I'll explain it all to the watchman's son
I ain't ever lived a year better spent in love

'Cause I'll know my weakness, know my voice
And I'll believe in grace and choice
And I know perhaps my heart is farce
But I'll be born without a mask

Like the city that nurtured my greed and my pride
I stretched my arms into the sky
I cry Babel! Babel! Look at me now
Then the walls of my town, they come crumbling down

You ask where will we stand in the winds that will howl
As all we see will slip into the cloud
So come down from your mountain and stand where we've been
You know our breath is weak and our body thin

Press my nose up, to the glass around your heart
I should've known I was weaker from the start
You'll build your walls and I will play my bloody part
To tear, tear them down
Well I'm gonna tear, tear them down

'Cause I know my weakness, know my voice
And I'll believe in grace and choice
And I know perhaps my heart is farce
But I'll be born without a mask

Babel

Porque sei que o tempo tem contado meus dias
E aceitarei tudo que você diz
Mas vou andar rindo até em casa, olhe para mim agora
As paredes da minha cidade, elas vêm desmoronando

E meus ouvidos ouvem o chamado de meus filhos ainda não nascidos
E sei que suas escolhas colorem  tudo que eu fiz
Mas vou explicar tudo ao filho do vigia
Eu nunca vivi um ano melhor aproveitado no amor

Porque conheço minha fraqueza, conheço minha voz
E acreditarei em graça e escolha
E sei que talvez o meu coração é falso
Mas nascerei sem uma máscara

Como a cidade que alimentou minha cobiça e meu orgulho
Estendo meus braços para o céu
Eu choro Babel! Babel! Olhe para mim agora
Em seguida, as paredes da minha cidade, elas vêm desmoronando

Você pergunta onde vamos ficar nos ventos que uivarão
Já que tudo o que vemos vai escorregar para a nuvem
Então desça de sua montanha e fique onde estamos
Você sabe que nossa respiração é fraca e nosso corpo magro

Pressione o meu nariz até o vidro em torno de seu coração
Eu devia saber que era mais fraco desde o início
Você vai construir suas paredes e vou desempenhar meu papel sangrento
Para derrubar, derrubá-las
Bem, eu vou derrubar, derrubá-las

Porque conheço minha fraqueza, conheço minha voz
E acreditarei em graça e escolha
E sei que talvez o meu coração é falso
Mas nascerei sem uma máscara

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente.
Enviada por Nymeria
Traduzida por Rafael
Legendado por Marina
31.815 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais