Ela É Indie

Mundo Livre S/A

exibições 23.541

Ela é uma fofura (fiu-fiu), clara e cheirosa (lá vem), com olhar de donzela (aiai),
Como ela é mimosa (meu Deus)

Lá vem ela, com o seu coração, transbordando
De um tipo estranho de torpor
Plácido

Lá vem ela, lá vem
Com o seu indômito coração
Pena que nem mod eu sou

Pois ela é meiga, ela é singela
Remosinha, ela é lindinha e ela é indie
(Agora o violãozinho pra machucar)

Pois ela me trocou por aquele baixista original olinda style
Me deixando assim ligeiramente opaco, sem estilo, desprovido de atitude
Pois seu sorriso é morno e o meu peito é só fiu-fiu

Lá vem ela, lá vem
Vem, vem
Que o mais cândido fã do Stephen Malkmus eu devia ser

Pois ela chega sempre com aquela arrasadora quietude
E o perverso olhar transbordando
De uma placidez mortal e inocente
Mas que suavidade fulminante

Ela é uma fofura (fiu-fiu)
Clara e cheirosa (lá vem)
Com olhar de donzela (aiai), ai Anete, ai Anete
Como ela é mimosa (meu Deus)

Se emo eu fosse
Ainda dava pra apelar e chorar
Mas, mas, mas não tem apelo não
Pois eu sou apenas um mangueboy
Triste de mim que sou um mangueboy
Mas a verdade é que, ninguém entende um mangueboy

Terra Música feedback