Letras de músicas - Letras.mus.br

Partejando

Nilton Ferreira

Está nascendo o potrinho
Traz um balde de água fria
Chega ligeiro guria
Que a tostada está sofrendo
Não vejo as mãos do bichinho
Deve estar atravessado
Cansou a tostada velha
Pelo jeito está trancado
Parece que é ruano
Não sei se é cola ou se é crina
Se for crina eu acho as mãos
Se é cola veio virado
Cabelos de Garibaldi
Chegou brigando o parceiro
Terá nome de guerreiro
Se, por macho despejado
É a anca minha prenda
Vai brigar a tarde inteira
Tomara que esteja vivo
Ou é grande ou morto inchado
A tostada se entregou
Me faz um carinho nela
Levanta bem a cabeça
Trouxe o umbigo enrolado
Vou cortar um pouco a égua
Me prepara agulha e linha
Traz álcool lá da cozinha
Achei as mãos do safado
Com a cabeça entre as mãos
Se veio um potro lindaço
Não puxou pelo picaço
Pela mãe veio tostado
Enquanto ela lambe a cria
Me traz bacia e um mate
Vou me lavar por aki
Pra ver a égua urinar
Se estiver clara a urina
Se escapa minha tostada
Fica comigo mateando
Até o corsário mamar

Composição: Heleno Cardeal e Zulmar Benitez · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Alexandre
Legendado por jhonnymarques
7.070 exibições
Ver mais fotos
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais