O Novo Já Nasce Velho

O Rappa

exibições 93.679

Enquanto a voz amena
Fala de equilíbrio
Um rosto é só um rosto
E quem está falando
Parece uma questão divina

E a tv tira a atenção
Na hora do culto hardcore
Pois a miséria é um insulto
Motiva a fé do mundo

E o defunto não deve enjeitar a cova
Humilde, desumano
Não vou duvidar do passado
Como se já não existissem velas para acender
Mas que diferença faz
Se nossas mães não choram mais

E de meu pai não vejo sorriso
Se o velhos não podem
Criar suas rugas
O novo já nasce velho

Composição: Marcelo Falcão, Marcelo Lobato, Marcelo Yukka · Esse não é o compositor? Nos avise.
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.
Terra Música
feedback