Letras de músicas - Letras.mus.br

Zé, Assassino Compulsivo

O Terno

Zé não era aquele cara que só faz o bem
Era alegre e bonito, mas tem um porém
Ele era um assassino compulsivo, é
Enforcou sua coleguinha quando era do pré

Mas que belo assassino que Zé se tornou
Sempre alegre a cantar, a colega ele matou

Zé pegou a namorada com um amante, nu
E em vários pedacinhos Zé o picotou
Escondeu todos os restos lá no seu jardim
E alegre e sorridente Zé cantava assim

Lalaralala, chop chop chop
Ai, como eu gosto de matar
Nada me deixa mais contente
E feliz a saltitar

Mas que belo assassino que Zé se tornou
Sempre alegre a cantar, o amante ele matou

Encontrou sua alma gêmea numa reunião
De assassinos compulsivos com um tal doutor
Era alegre e bonita e matava sem dó
Os dois se apaixonaram e punham-se a cantar

Lalaralala, chop chop chop
Como gostamos de matar
Nada nos deixa mais contentes
E felizes a saltitar

Mas que belo par de assassinos eram os dois
De mãos dadas a cantar, mataram o doutor

Mataram o doutor
Mataram o doutor
Mataram o doutor

Composição: Sabe quem é o compositor? Envie pra gente.
Enviada por Beatriz
Legendado por wesvanecion
8.218 exibições
Ver mais fotos

Comentários


Quem curte?
Músicas
Ouvindo agora ouvintes online
    Artistas
    Estilos Musicais
    Playlists
    Recentes
      Destaques
      Últimos destaques
      Mais