Plant Life

Owl City

exibições 3.737

Plant Life

I saw a ghost on the stairs,
And sheets on the tables and chairs,
The silverware swam with the sharks in the sink,
Even so, I don't know, what to think.

I've been longing for,
Daisies to push through the floor,
And I wish that plant life would grow all around me,
So I won't feel dead anymore.
So I won't feel dead anymore.

I saw a bear in the den,
Reading my textbooks again,
That bats flowed like traffic as they poured from the attic,
Heaven knows, I could really use a friend.

I'd rather waltz than just walk through the forest,
The trees keep the tempo and they sway in time,
Quartet of crickets chime in for the chorus,
If I were to pluck on their heartstrings, would you strum on mine?

I've been longing for,
Daisies to push through the floor,
And I wish that plant life would grow all around me,
So I won't feel dead anymore.
So I won't feel dead anymore.

Your spirit is sweet, so pull off your sheet,
And give me a ghost of a smile,
Show me your teeth, 'cause you're teddy beneath,
So just grin and bear it a while.
Just grin and bear it a while.

I'd rather waltz than just walk through the forest,
The trees keep the tempo and they sway in time,
Quartet of crickets chime in for the chorus,
If I were to pluck on their heartstrings, would you strum on mine?

Today I'm busting out,
Of this old haunted house,
'Cause I'm sick of waiting for,
All the spider webs to grow all around me,
'Cause I don't feel dead anymore.
And I'm not afraid anymore.

I'd rather waltz than just walk through the forest,
The trees keep the tempo and they sway in time,
Quartet of crickets chime in for the chorus,
If I were to pluck on their heartstrings, would you strum on mine?

If I were to pluck on their heartstrings, would you strum on mine?

Vida de Planta

Eu vi um fantasma na escada,
E lençois nas mesas e cadeiras,
A prataria nadava com os tubarões na pia,
Ainda assim eu não sei o que pensar.

Estive à espera de
Margaridas para enfiar no chão,
E eu queria que plantas nascessem à minha volta,
Para que eu não me sinta mais morto.
Para que eu não me sinta mais morto.

Eu vi um urso na toca,
Lendo os meus livros de novo,
Os morcegos fluiram como tráfego ao jorrarem do sótão,
Eu realmente quero um amigo.

Eu prefiro valsar do que apenas andar pela floresta,
As árvores mantém o ritmo ao balançarem no tempo,
Um quarteto de grilos entra para o coro,
Se eu fosse tocar seu coração, você tocaria o meu?

Estive à espera de
Margaridas para enfiar no chão,
E eu queria que plantas nascessem à minha volta,
Para que eu não me sinta mais morto.
Para que eu não me sinta mais morto.

Seu espírito é doce, então tire seu lençol,
E me dê um sorriso de fantasma,
Mostre-me seus dentes, pois você é uma pelúcia por dentro,
Então apenas sorria e aguente um pouco,
Apenas sorria e aguente um pouco,

Eu prefiro valsar do que apenas andar pela floresta,
As árvores mantém o ritmo ao balançarem no tempo,
Um quarteto de grilos entra para o coro,
Se eu fosse tocar seu coração, você tocaria o meu?

Hoje estou indo embora,
Desta velha casa assombrada,
Porque estou cansado de esperar por,
As teias de aranha crescerem ao redor de mim
Porque eu não me sinto mais morto,
E não sinto mais medo.

Eu prefiro valsar do que apenas andar pela floresta,
As árvores mantém o ritmo ao balançarem no tempo,
Um quarteto de grilos entra para o coro,
Se eu fosse tocar seu coração, você tocaria o meu?

Se eu fosse tocar seu coração, você tocaria o meu?

Composição: Adam Young · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Márjory, Traduzida por Kelvets, Legendado por Sandra
Viu algum erro na tradução? Envie sua correção.
Terra Música
feedback