exibições 3.702

E o que fazer
para encontrar a vida
e o que dizer
quando encontrar você
deixar entrar se aproximar então
mudar de vida, pedras caindo ao chão
o teu amor por mim não me condena,
não me condena

e aquele olhar não condenou
mas liberto a minha alma
te procurar fez desatar um rio dentro de mim

vazio
incompleto era eu
sem querer me afundei mais e mais e mais e mais mais
precisando de uma mão pra sair dali
todos em volta, isso não importa eu era só

e aquele olhar não condenou
mas liberto a minha alma
te procurar fez desatar um rio dentro de mim

simples assim você apareceu tudo mudou
tinha me perdido, você me achou
me devolveu a mim
e eu sou teu, e eu me entrego a você
e eu sou teu, e nunca mais vou te esquecer

e aquele olhar não condenou
mas liberto a minha alma
te procurar fez desatar um rio dentro de mim

0 comentários
Terra Música feedback